A luta do bem contra o mal

Para eles (os conspiradores e inimigos da democracia), não basta mais a tentativa de derrubar o Presidente, que vem sendo mais dificultosa do que imaginaram. Agora, tem que tentar cassar a chapa que foi eleita, para cair o Vice também.

Todo mundo que enxerga as coisas por outro prisma, e que percebe a Guerra Política em que estamos desde o início do mandato de Jair Bolsonaro, avisou que a coisa chegaria a esse ponto.

Mas foram chamados de paranóicos e neuróticos, além de “ala ideológica”, de olavistas, de extremistas de direita, e outros adjetivos maledicentes.

O fato é que o Governo deixou de tomar a atitude que tinha que ter tomado lá no início disso tudo, assim que a coisa começou: refutar UMA A UMA as acusaçõs absurdas de ‘fake news’ na campanha eleitoral; usar da estrutura da comunicação social oficial para orientar o país sobre o que estava acontecendo; adotar postura mais ativa contra os inimigos e conspiradores, e não permanecer na inação, ou (pior) dando corda a eles.

Naquele momento, o Governo escolheu o pragmatismo, acreditando que conseguiria governar e seguir com a pauta (ainda que mínima), e que tal atitude geraria apaziguamento.

Agora, há uns 6 meses que age apenas na defensiva, e o próprio Presidente da República vem servindo de verdadeiro “saco de pancada” para todos, em golpes incessantes que não param, e que aumentam cada vez mais. Aliás, a nova estratégia é golpear também a militância, considerando que os ataques à família do Presidente e a sua equipe não funcionou como eles esperavam.

E, paralelamente a isso, calar a população, com a aprovação relâmpago de uma tal “regulação da internet”.

A falta de reação ante uma coisa dessa no seu NASCEDOURO, no INÍCIO, assim que ela aparece, desbaratando-a imediatamente, faz exatamente isso que hoje ocorre no país: ela vira um monstro, bem alimentado, grande, forte, que no final passa por cima do oponente, levando tudo à sua frente.

Espero, sinceramente, que Bolsonaro consiga reverter a situação toda. Mesmo que seja indo de vez para o CONFRONTO.

Sigo confiando nele e em sua força e disposição para continuar lutando. Mas confio principalmente na intervenção divina, que está acompanhando tudo o que vem ocorrendo no Brasil desde 2018, e tomando conta de nós, a maioria do povo. A Guerra, nesse momento, é celestial, também: é a eterna luta binária do Bem contra o Mal.

Se os conspiradores vencerem estaremos, todos, sem exceção, ferrados. Ferrados mesmo. Quem não enxerga isso, e prefere viver na negação, está na hora de cair na realidade. Nunca mais teremos condições de mudar as coisas e sair dessa forma de Estado e República em que estamos - e, nesse caso, a tendência será piorar.

Nesse momento, oro pelo Brail e por todos nós, e peço que Deus ilumine o Presidente!

Comentários