Pai e filho, integrantes de máfia italiana parceira do PCC, serão finalmente extraditados (veja o vídeo)

Uma parceria internacional no tráfico internacional de drogas, entre a máfia italiana Ndrangheta e o PCC, levou a Polícia Federal a efetuar a prisão, em julho de 2019, dos mafiosos italianos Nicola Assisi e Patrick Assisi, pai e filho.

Finalmente, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu autorizar a extradição da dupla, condenados a mais de 30 anos de prisão pela Justiça da Itália.

A Ndrangheta é uma máfia que atua na Calábria, Sul da Itália.

O grupo mafioso controlaria 40% dos envios globais de cocaína, representando o principal esquema criminoso importador para a Europa.

Pai e filho foram presos pela PF em Praia Grande (SP), onde moravam em uma cobertura de luxo.

No dia da prisão, os agentes apreenderam armas, munições, 3 quilos de cocaína, maços de euros e dólares e R$ 770 mil, além de celulares e documentos falsos.

Nicola será extraditado imediatamente. Patrick ainda terá que cumprir uma pena que deve a Justiça brasileira.

A extradição será efetivada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários