Barbárie em pleno século XXI: Garoto é decapitado por ouvir música pop

O Estado Islâmico é o principal, mais perverso e mais insano grupo terrorista no mundo, possuindo uma inexplicável e indescritível capacidade em recrutar militantes e divulgar sua mensagem pelo mundo e, pior, segue em franco crescimento, já dominando diversos territórios na Síria e no Iraque.


No último fim de semana, o Estado Islâmico deu mais uma demonstração de seu radicalismo extremo, quando decapitou um  adolescente de 15 anos.

Ayham Hussein foi preso por militantes no reduto Mosul, no Iraque.

O motivo: Ayham foi flagrado ouvindo música ocidental em um dispositivo portátil.

Diante disso, foi forçado a enfrentar um tribunal islâmico e condenado à morte em uma execução pública.

O flagrante aconteceu quando o adolescente ouvia música pop na mercearia de seu pai no mercado Nabi Younis, em Mosul. Esta teria sido a primeira execução por esse motivo na cidade, o que teria indignado a população.

Em um comunicado, há dois anos, o grupo terrorista proibiu “música e canções nos carros, nas festas, nas lojas e em público, bem como fotografias de pessoas nas vitrines das lojas”. Ainda segundo o texto, “canções e música são proibidos no Islã porque impedem a lembrança de Deus e do Corão e são uma tentação e corrupção do coração”.

da Redação

                                       https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional