Jornalista detona Moraes, afirma que o ministro mentiu e é censurado novamente (veja o vídeo)

Inúmeros alvos do inquérito das fake news, apontaram que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, publicou uma ‘fake news’, ao mentir dizendo que a defesa dos investigados no inquérito tinham acesso ‘integral aos autos’.

Em suas redes sociais, o ministro disse que “diferentemente do que alegado falsamente, foi autorizado integral conhecimento dos autos aos investigados no inquérito que apura ‘fake news’, ofensa e ameaças a integrantes do STF, ao Estado de Direito e a Democracia”.

Confira:

O jornalista Bernardo Küster, um dos ‘censurados’ por Moraes, gravou um vídeo onde afirma com veemência que o decano “mentiu”, pois nem ele, nem “ninguém” - outros alvos do inquérito - conseguem ter acesso aos documentos.

Logo após a publicação do vídeo em seu canal no Youtube, Bernardo teve sua publicação derrubada sem qualquer explicação clara, ou seja, censurado novamente.

O Jornal da Cidade Online teve acesso a gravação.

Confira:

Em outro vídeo após a ‘censura’ do primeiro, o jornalista reitera que o magistrado mentiu.

Confira:

Confirmando as afirmações de Bernado Küster, o advogado do jornalista, Emerson Grigollette, também manifestou-se dizendo que Alexandre de Moraes “deturpa a verdade”.

Confira:

E agora?

O ministro responsável pelo inquérito das fake news, pode ter publicado justamente uma 'fake news'.

Quem vigia o vigia?

da Redação

Comentários