Advogado prova “mentira” de Alexandre de Moraes (veja o vídeo)

O ministro Alexandre do Moraes mentiu e acusou falsamente advogados de estarem fazendo alegações falsas.

O advogado Emerson Grigolette, que advoga para o YouTuber Bernardo Kuster, um dos alvos dos 29 mandados de busca e apreensão determinados pelo ministro, no último dia 27 de abril, explicou com clareza e de maneira convincente a “mentira” de Moraes.

No dia 29 de maio o relator do malfadado inquérito das Fake News, divulgou a seguinte nota:

"O gabinete do Ministro Alexandre de Moraes informa que, diferentemente do que vem sendo alegado falsamente, foi autorizado efetivo e integral conhecimento dos autos a todos os investigados no inquérito que apura ‘fake news’, ofensa e ameaças a integrantes do Supremo Tribunal Federal, ao Estado de Direito e a Democracia, com a obrigação da manutenção do sigilo das investigações".

Duas mentiras são reveladas:

No dia 29 de maio nenhuma decisão no sentido de que os investigados tivessem acesso aos autos havia sido determinada. O documento nesse sentido, não obstante constar esta data, só foi efetivamente assinado por Moraes, no dia 1º de junho.
Como se não bastasse, não foi dado às partes o integral conhecimento dos autos, como alega Moraes. Só a partes pré-determinadas.

Veja o vídeo:

O advogado publicou ontem às 15:11 hs nas redes sociais, que ainda não havia conseguido ter acesso aos autos, mesmo com o despacho assinado por Moraes. Aproveitou para reclamar do silêncio da OAB, entidade que outrora defendia o direito e as prerrogativas dos advogados.

da Redação

Comentários