Delcídio deixa o 'xilindró' ainda hoje e reassume o senado na próxima semana

Após quase três meses preso, o senador Delcídio do Amaral conseguiu nesta sexta-feira a revogação de sua prisão preventiva.
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator dos processos da Operação Lava Jato no STF, determinou recolhimento domiciliar no período noturno e dias de folga, enquanto no pleno exercício do mandato de senador. Assim, Delcídio poderá comparecer normalmente às sessões do Senado.
Caso afastado ou cassado do cargo, Delcídio deverá ficar em recolhimento domiciliar integral até nova demonstração de ocupação lícita.
Na última terça, advogados do senador entregaram a defesa do parlamentar ao STF, que pede a anulação da gravação feita por Bernardo Cerveró, filho de Nestor Cerveró.
Os advogados alegam que a prova é fruto de uma "armadilha". Os advogados pedem que o tribunal rejeite a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República contra o senador.
Na defesa entregue ao STF, os advogados de Delcídio afirmam que o senador "jamais pretendeu perturbar" as investigações e que Bernardo Cerveró marcou uma reunião para levar o parlamentar a uma "armadilha".
A defesa alega ainda que Bernardo Cerveró agiu como um "agente infiltrado" ao gravar a conversa com Delcídio, sem autorização judicial.
da Redação

                              https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política