Inquérito das fake news: Carla Zambelli na Polícia Federal (Veja o vídeo)

O inquérito das fake news, conduzido pelo Ministro Alexandre de Moraes, é considerado inconstitucional por diversos especialistas e autoridades. Tendo em vista as flagrantes irregularidades, alguns deputados decidiram não depor. Somente Carla Zambelli compareceu à sede da PF em Brasília para prestar depoimento. Nossa equipe esteve na entrevista coletiva concedida pela parlamentar após o depoimento, confira alguns destaques:

“O direito de manifestação de todos, não só meu, que tenho imunidade parlamentar, mas de todo cidadão, deve ser preservado, respeitado”, ressaltou Zambelli.

A deputada criticou, ainda, o fato de o inquérito só ter como alvos deputados bolsonaristas e apoiadores do governo.

“Pessoas da esquerda falaram coisas muito piores, teoricamente, do que esses investigados falaram, ameaçaram de forma muito mais desrespeitosa o Supremo Tribunal Federal, e não estão no inquérito”, apontou a parlamentar.

Joice Hasselmann e os perfis fakes

Vale destacar que, recentemente, funcionários da deputada Joice Hasselmann apresentaram áudios e mensagens à emissora CNN Brasil, afirmando que eram obrigados pela parlamentar a criar perfis falsos nas redes sociais para elogiá-la e atacar o presidente Jair Bolsonaro e políticos da base governista.

Ou seja, a deputada cujo depoimento embasou a determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de coletar provas para o inquérito absurdo das fake news, ela própria tem um gabinete do ódio e criação de fakes contra os opositores! Seria cômico, se não fosse trágico... É por essas e outras que não podemos confiar jamais nossa liberdade de expressão nas mãos de políticos e seus patrocinadores.

da Redação

Comentários