Mãe de Miguel está na lista de funcionários da prefeitura comandada pelo patrão, um prefeito socialista

Mirtes Renata Santana de Souza, mãe do garoto Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos, que morreu ao cair do nono andar de um prédio, no centro de Recife, era lotada na prefeitura de Tamandaré, município do litoral pernambucano, a 104 quilômetros da capital.

Esse dado está registrado no cadastro da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), órgão ligado ao Ministério da Economia, em que aparece como data de admissão da funcionária o dia 1º de fevereiro de 2017.

Mirtes trabalhava como empregada doméstica na casa do prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB).

Na última terça-feira (2), quando o garoto estava sob a guarda de Sari Gaspar Corte Real, esposa do prefeito, acabou caindo do 9º andar do edifício Torres Gêmeas, no Bairro São José, em Recife.

O garoto havia ficado sob a guarda de Sari, enquanto a empregada passeava com o cachorro da família.

A patroa chegou a ser presa por homicídio culposo, mas pagou fiança de R$ 20 mil e vai responder o processo em liberdade.

Será que até a fiança foi paga com dinheiro público?

da Redação

Comentários