Entenda o protesto de Olavo de Carvalho, antes de falar besteira

As redes sociais conservadoras amanheceram neste domingo repercutindo o desabafo do Professor Olavo de Carvalho em sua aula semanal do Curso Online de Filosofia e em dois pequenos vídeos posteriores.

Nos vídeos, Olavo revela seu desconforto com a campanha de difamação que vem sofrendo há pelo menos duas décadas e com a omissão daqueles que dizem admirá-lo, mas não o ajudaram. Além disso, o professor protestou contra o fato de o relacionarem com um governo que não ouve seus conselhos para escutar oficiais das forças armadas que não querem o bem do Brasil. Olavo registrou ainda que Bolsonaro não apenas não o escuta, mas também nunca o defendeu da campanha difamatória que sofre de todos os lados.

A OBRA E O LEGADO

Desde a década de 1990, Olavo de Carvalho vem avisando e ensinando a todos setores da vida nacional através de livros, aulas e palestras sobre a sanha hegemonista da Esquerda e a criminalização de todo e qualquer pensamento divergente da agenda comunista.

O legado destes anos de alertas e ensinamentos do professor foi o encorajamento do conservadorismo majoritário na sociedade brasileira, mas que fora proibido de se manifestar pela guerra cultural promovida pelos comunistas e filocomunistas.

Esse cenário de encorajamento e esclarecimento promovido pelo Professor Olavo sobre política e geopolítica colaborou – evidentemente junto com outros fatores conjunturais – com a queda de Dilma e permitiu o crescimento da candidatura de Bolsonaro e sua vitória eleitoral.

OS CONSELHOS DE OLAVO SÃO SISTEMATICAMENTE IGNORADOS

Apesar de, via de regra, todos que acompanham o Professor Olavo de Carvalho darem razão às suas análises e previsões - amplamente confirmadas pela realidade dos fatos ao longos de mais de duas décadas - suas advertências e orientações são ignorados pelo governo e pela maioria das pessoas que dizem militar pela causa conservadora e pela resistência contra a Esquerda.

No vídeo que ora está repercutindo, Olavo fala das muitas vezes que alertou para que a reação aos ataques, ofensas e campanhas difamatórias feitas contra Bolsonaro e todos os que estão do lado conservador sejam sempre revidados imediatamente com ações judiciais e responsabilização dos seus promotores.

Quando isso não é feito, continua Olavo, o método da Esquerda sempre é o de fazer contra nós o que nós deveríamos ter feito contra eles. E a consequência é o massacre midiático e judicial que vem sendo promovido contra o presidente, membros do governo e seus apoiadores.

OUTROS EXEMPLOS

O jornalista Allan dos Santos elencou ontem em seu Facebook uma série de exemplos de orientações de Olavo de Carvalho ignorados pelo Presidente Bolsonaro. Os exemplos enumerados pelo jornalista provam com fatos que Olavo tem razão em seu protesto.

A REAÇÃO MATERIALMENTE IMPOSSÍVEL

O professor repetiu ainda o que já disse tantas vezes: que sem ajuda seria materialmente impossível reagir à campanha que foi promovida contra ele. E deu exemplo de algumas pessoas que lhe faltaram como Luciano Hang e o próprio Presidente da República.

UM ALERTA

Existe um vício de raciocínio muito comum que leva as pessoas à conclusão de que só existem duas alternativas: adesão incondicional ou rejeição total. As críticas de Olavo não são uma ruptura com Bolsonaro e com os conservadores, mas um desabafo e um convite a que todos nós usemos a cabeça.

É preciso parar de imaturidade e entender que jogo está sendo jogado. É preciso parar de crer que conosco será diferente e nós conseguiremos vencer por caminhos mais fáceis dos que apontados pelo professor.

Thiago Rachid

Confira:

Conheça o blog do autor: Clique aqui

da Redação

Comentários