A Secretaria da "Verdade": Revolução dos Bichos virou 1984!

Os bichos se revoltaram e o "fazendeiro" foi escanteado; pode interpretar como expulso, assassinado ou exilado, se quiser, pois vale aqui o contexto da Fazenda Brasil, e não literalmente da Quinta dos Bichos, apesar das sérias semelhanças entre ambas.

Napoleão e Bola-de-Neve cedem gentilmente seus tronos escarlates para outros semelhantes, afinal, "todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que outros"; seriam estes os herdeiros?

Após sérias acusações contra o Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, a deputada Joice Hasselmann recebeu acusações mais pesadas ainda: de ter mentido o tempo todo. Áudios vazados de conversas suas com assessores denunciam um esquema para propagação de mentiras, calúnias, difamações, enfim, o que agora chamam genericamente de "Fake News", contra apoiadores de Jair Bolsonaro, que considera inimigos pessoais, independente de lhe terem dirigido ou não a palavra.

A acusação a transformaria na grande propagadora de "Fake News" da República. Nesse momento, um aliado de ocasiões resgata a deputada e a nomeia para a Secretaria de Comunicação da Câmara Federal. Ou seja, uma deputada envolvida num escândalo sobre um esquema de propagação de Fake News será a chefe da secretaria responsável por informar os cidadãos sobre as atividades da Câmara, e nomeada pelo presidente desta instituição, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM).

Seria a Secretaria da "Verdade", responsável pelas mentiras oficiais? Maia almeja reproduzir o "Ministério da Verdade", do épico 1984, também de George Orwell?

Clássicos nunca morrem e estes parecem ganhar suas ressurreições no seio do poder, impulsionados pelos novos líderes da Quinta, Maia e Joice. A Revolução dos Bichos finalmente se integrou a 1984.

Estariam prestes a alterar os mandamentos? Teremos uma versão tupiniquim de "quatro patas bom, duas patas mau"? E quem contará a versão (Fake News) oficial será um novo Ministério da "Verdade" orwelliano, adaptado aos rastaqueras que só devem conhecer essas obras por intuição?

A máquina revolucionária

De reuniões secretas ao golpe revolucionário, após a morte do idoso porco Major, os jovens porcos Bola-de-Neve e Napoleão não demoraram; bastando um momento de alimentação precária dos demais bichos, para suscitarem a Revolução.

Estaremos às vésperas desse momento de insatisfação popular devido à crise que se avizinha - fruto de gastanças do dinheiro público por alguns governadores e prefeitos sedentos de lockdown e quebradeira econômica , durante a tal Pandemia -, e o desemprego, fome e caça aos esquemas de corrupção gerarão esse pandemônio necessário ao levante? Mas se a culpa não é do presidente, como mirar nele? Ora, quem controla as mentiras oficiais decide de quem é a culpa.

Bem, o imaginativo Bola-de-Neve sumiu e Napoleão assumiu o poder, após este usar de mentiras para destruir a reputação do primeiro. O feitiço de Maia também pode virar contra o feiticeiro, pois se quem se declarava pró-Bolsonaro teria usado de "Fake News" contra o próprio presidente, logo, por que não usaria contra Maia?

O Grande Irmão deu lugar aos porcos, que se agarram à estrutura herdada, enquanto as ovelhas repetem seus mandamentos, até que eles tornem a chafurdar e acabem enterrados na própria lama.

Roberto Lacerda Barricelli

Jornalista e Historiador. Autor do livro "Em Defesa da Vida".

Comentários