Ode ao Exército

Eu sou a Força! A Força Bruta e sem justificativa, sem qualquer explicação, sem nenhum Rancor!

Calem-se, diante de mim, toda Lei, toda Crença, toda Dor! Eu sou a Força em Si, que se faz auto-evidente na "Violência", na "Loucura" e Solidão da Verdade de que existe, ainda, um País !

Quiçá, com alguma Fé, de mim um dia possa nascer qualquer Constituição, Lei, Regimento Interno do “não Fuzil”...Quiçá de mim surja, enfim, um melhor Brasil.

Finalmente um Brasil com alguma Paz, com alguma Bondade...Quem sabe um dia com alguma Caridade e sem Corrupção...

Algum Amor ao Próximo ou mesmo “não próximo” mas em resumo:

Brasil Nação.

18 de junho de 2020 (antes do Colapso Total)

Milton Pires

Médico cardiologista em Porto Alegre

Comentários