CNMP decide que Lula e dona Marisa terão mesmo que encarar o promotor Cassio Conserino

Decisão unânime do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) manteve o promotor Cássio Conserino na condução da investigação sobre possível ocultação de patrimônio por parte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex no Guarujá (SP).
O próprio conselheiro Valter Shuenquener, que na semana passada, suspendeu os depoimentos do ex-presidente e de sua mulher, Marisa Letícia, reformulou sua decisão liminar, obtendo a aprovação unânime dos demais conselheiros. 
Na sessão, o procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, Márcio Elias Rosa, defendeu os atos da Promotoria e questionou a atribuição do CNMP para fiscalizar atividade fim. 
Diante da decisão, Conserino disse que a investigação será retomada a partir desta quarta, quando deve avaliar a situação e novamente intimar o casal Lula e Marisa para prestar depoimento.
O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, após tomar ciência da decisão, afirmou que vai estudar se recorre à Justiça contra a condução do inquérito por Conserino.
A posição do defensor do ex-presidente demonstra o temor de Lula em falar sobre o assunto.
O tríplex está em nome da OAS e Lula justifica que tinha uma cota da cooperativa Bancoop, que pertencia ao Sindicato dos Bancários, mas que desistiu de comprar o imóvel, que, no entanto, ganhou acabamento requintado, equipamentos de lazer, mobília sob encomenda e um elevador privativo, tudo sob a supervisão de dona Marisa e pago pela empreiteira.
da Redação

                                https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política