Moro, estrategista, decretou a prisão temporária para trazer Santana a sua presença


A pergunta natural com relação ao decreto de prisão de João Santana e esposa: por que temporária, por que apenas cinco dias?

Tanto a Polícia Federal, quanto o Ministério Público Federal solicitaram ao juiz Sérgio Moro que decretasse a prisão preventiva, ou seja, sem prazo para a soltura. Por que o juiz não atendeu a esses requerimentos?

A resposta: Mera armadilha para os meliantes.

A inteligência do juiz Sergio Moro é algo que realmente impressiona.

Ora, Moro certamente sabia que o casal se encontrava no exterior. A visão deste juiz é no sentido de dar celeridade aos casos, fazendo com que os processos tramitem com rapidez, para que sejam concluídos e sentenciados com brevidade. Não é à toa que muitos dos réus da Lava Jato já estão condenados.

Caso o decreto de prisão do marqueteiro e da sorridente esposa fosse preventivo, provavelmente não se apresentariam com a mesma rapidez como se apresentaram com a decretação da prisão temporária.

Moro jogou a isca, Moro foi um verdadeiro marqueteiro. Decretou a prisão temporária, mas no mesmo despacho, deixou o caminho aberto para a preventiva. Vejam:

"A medida (preventiva) estaria, em princípio, justificada pela longa duração da conduta delitiva e por sua gravidade em concreto. Seria também ela necessária para interromper a prática delitiva, o que parece ser imperativo diante da aparente habitualidade dos investigados em aceitar pagamentos subreptícios de serviços, máxime considerando que 2016 é ano eleitoral no Brasil e é preciso prevenir que dinheiro de possível origem criminosa contamine as eleições vindouras. Entretanto, reputo nesse momento mais apropriada em relação a eles a prisão temporária, como medida menos drástica, o que viabilizará o melhor exame dos pressupostos e fundamentos da preventiva após a colheita do material probatório na busca e apreensão".

Não tenham dúvidas, no sábado (27), quando vence a prisão temporária, João e Mônica serão presos preventivamente.

É só aguardar.

da Redação

                                                         https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça