Poder potencial x poder real: O que falta ao Governo Bolsonaro?

O que falta no Governo Bolsonaro é a criação das estruturas que transformem o poder potencial (apoio popular) em poder real (sociedade organizada). São as estruturas que ficam entre Bolsonaro e o povo, sob cuidados dos deputados. Nelas é que se desenvolve e se treina militância para formar as lideranças locais.

Lideranças locais são as que organizam as bases políticas, dão capilaridade aos movimentos conservadores, ocupam espaços políticos e institucionais. Essas bases políticas é que dão poder real, pois fazem a comunicação entre altas lideranças e o público e possuem capacidade de mobilização organizada.

O que tem ocorrido é justamente uma crise de liderança, onde deputados fazem papel de influenciadores digitais e influenciadores digitais fazem papel de líderes. Isso acaba levando o povo às ruas de forma desorganizada, abrindo margem para oportunistas e inocentes úteis que ajudam o establishment a criminalizar o apoio a Bolsonaro.

Poder popular só é útil com organização. Revolucionários é que tiram proveito de massa desorganizada. Conservadores tiram proveito de organização. Só que não há organização sem hierarquia, nem hierarquia sem disciplina, nem disciplina sem treino, nem treino sem plano e metas, nem planos e metas sem líderes.

Falta também entender que a linguagem e a estratégia de campanha - uma linguagem de confronto - é limitada demais quando se está no papel de Governo, no papel de vidraça. Por isso, esqueça os termos “velha política” e “nova política”. Eles são uma armadilha. Use política boa e política ruim. Boa é a que faz bem ao povo.

Confira:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

Comentários