assinante_desktop_cabecalho

Assessor de Frota ataca cristãos e afirma que “crentes” são pedófilos, criminosos e prostitutas

Ler na área do assinante

O que esperar de algo vindo de Alexandre Frota? Ou de alguém com forte ligação com o deputado?

Por trás de todo mau-caratismo demonstrado pelo parlamentar, um assessor não poderia ser diferente.

Jair Lorenzetti Filho, é administrador da conta no Twitter de Frota, ou seja, faz o trabalho de divulgação de informações do parlamentar.

Confira:

Assim como seu ‘chefe’, o assessor é um crítico ferrenho do presidente Jair Bolsonaro e do “bolsonarismo”, como deixa claro em suas redes sociais.

Até aí, sem problemas… Democracia é isso.

O problema são os ataques criminosos que Lorenzetti faz em seu site (estocastico.net) contra cristãos.

Confira:

Há poucos dias, o assessor de Frota publicou um artigo intitulado “Fascismo Crente”, onde através de ataques, ofensas, injúrias, preconceito e demais atos bárbaros praticamente criminaliza o cristianismo.

Confira:

O artigo com citações vagas e sem qualquer escrúpulo, tem a real intenção de ofender a religiosidade das pessoas.

“Crente, aumentativo de “crentino”, é o nome dado a seres insólitos que costumam frequentar ruas, praças e ônibus berrando ALELUUUUUUUUUIIIIA IRMÃÃÃÃÃÕOOOOSSS!!! ou GLÓRIA 'DEUX!!! e tentando arrecadar fundos para sua igreja. Hoje em dia são conhecidos também por ‘Crentelhos’”, diz o texto.

E prossegue:

“São encontradas em vários lugares [...] [em] galpões imundos antros nas igrejas. Estão sempre querendo transmitir seu vírus maligno que infecta as pessoas, destruindo suas mentes e fazendo com que virem ovelhas obedientes e mentalmente atrofiadas. [...] O maior desejo deles é encher o saco de todos que não foram contaminados por seu vírus da acefalidade. [...] Outro grande desejo é que sua nave-mãe retorne para levá-los para seu lar, onde todos cantarão com 24 velhos gagás (um número bastante sugestivo), ou simplesmente escorregar, cair da escada, bater com a cabeça e morrer para encontrar o seu melhor amigo no céu, Papai Noel.”

O texto pesado e calhorda, não para por aí…

Segundo o artigo, para ser um “crente”, a pessoa precisa ter sido no passado um “criminoso”.

“Nenhum crente gosta de falar de seu passado, já que as típicas profissões de um crente eram:
· (ex)ladrão
· (ex)assaltante
· (ex)pinguço
· (ex)viciado
· (ex)puta
· (ex)vida loka
· (ex)caloteiro
· (ex)gay(???)”

Como se já não bastasse todas as ofensas, Jair Lorenzetti Filho, ainda diz que as Igrejas Evangélicas “é um antro de prostitutas, pedófilos, homicidas, traficantes, ladrões, estelionatários, cornos e homossexuais que acreditam serem puros por simplesmente acreditarem num mito e fazerem parte de uma facção de loucos”.

“Tais seres não podem avistar uma menina que já querem logo "servir" a Deus, ainda mesmo que ela tenha menos que 12 anos de idade, o que a caracteriza por lei como criança.
Os pedófilos... ops, quero dizer, os evangélicos dizem-se iluminados e muitas das vezes o "próprio Cristo" "revela" que tal menina deva servi-lo como esposa”, ataca novamente.

Infelizmente. é isso mesmo que você leu caro leitor…

Este é o assessor do deputado federal Alexandre Frota.

O artigo ainda prossegue satirizando o modo pensar de um cristão, seu modo de falar, agir ou vestir, além proferir mais dezenas de ofensas…

Qual o limite para tamanha insensatez e desrespeito?

Este ataque criminoso merece no mínimo uma ação judicial!

Frota por sua vez, parece concordar com seu assessor, na medida em que faz questão de expor a todos que o mesmo é quem cuida de suas redes sociais… Vergonhoso!

Na Bíblia Sagrada, a ‘arma’ de todo o cristão, está muito claro o que diz em ‘Mateus 12:31-32’:

“Por esse motivo eu digo a vocês: Todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.
Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na que há de vir.”

A lei de Deus não falha… E Jamais falhará!

Fonte: Estocástico

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar