O governo brasileiro, a sua agenda positiva e a popularidade do presidente

Quero iniciar dizendo que o Presidente Bolsonaro e seu Governo nunca estiveram tão fortalecidos como hoje, e direi o porquê.

Aliás já comecei a dizer em artigo anterior (O DESPERTAR DO BRASIL), artigo que por não falar muito de “política, mídia e ideologias”, menos pessoas leram embora muitos tenham lido, o que foi ótimo pois a vida segue e precisamos pensar em ações e tocar nossas vidas em frente...desafios não faltam.

Indiscutivelmente a PANDEMIA é uma coisa horrível, ceifou muitas vidas ao redor do Mundo e no Brasil não foi diferente. E ela ainda está aí e continuará por muito tempo, principalmente para os grupos de risco, como sabemos. Não podemos nos descuidar ...

OS TIROS PELA CULATRA DOS ADVERSÁRIOS E O FORTALECIMENTO DE BOLSONARO

Em que pesem todas as dificuldades e os prejuízos que a CRISE provocará nas economias do mundo e do Brasil, e aqui espera-se que o PIB recue algo entre 6,4% projetado pelo BC e 9,1 projetado pelo FMI (claro que tendemos a confiar mais na projeção do BC que é a do Governo, que conhece melhor os números e projeções da nossa economia). Mas o fato é que tínhamos uma expectativa de crescer em torno de 2% e o resultado negativo vai ser algo em torno de 8 a 9%, o que é um desastre. Mas para, terem uma ideia, os EUA têm uma previsão negativa entre 6,5 e 8% (e poderá ser pior), ou seja, ninguém escapa ileso desse desastre.

Em meio a essa visão catastrófica, os Grupos derrotados nas urnas em 2018 no Brasil, resolveram que era o melhor momento para adotar a CRISE COMO ESTRATÉGIA... e esse foi o primeiro de uma sucessão de erros que cometeram e que passou a somar ainda mais pontos para o Presidente e seu Governo.

Senão Vejamos:

  • Com a decisão do Supremo de tirar a GESTÃO GLOBAL do Executivo e passá-la para os Estados, não só passou a responsabilidade para eles como instituiu o chamado “COVIDÃO”, trazendo a corrupção à tona e, como vocês se lembram, essa foi uma das bandeiras que elegeram Bolsonaro.
  • Com a adoção da ECONOMIA DE CRISE (ou podemos chamar de economia de Guerra) o legislativo teve que dar ao Governo um Poder que ele não vinha tendo antes da Pandemia. Claro que isso era para prover um volume aproximado hoje a um Trilhão de Reais, flexibilizando a chamada “Regra de Ouro” (a mesma que derrubou Dilma), sem a qual os Estados, com honrosas exceções, viriam a assaltar os cofres públicos (o que nos faz lembrar sempre a fábula do Escorpião e o Sapo). Isso deu ao Presidente e sua equipe, a oportunidade de promover o maior PLANO DE ASSISTÊNCIA da história e com isso, salvar vidas e evitar desemprego ainda maior. Um exemplo para o mundo, que parece alguns teimam em não ver (ou veem, o que é pior...para eles).

Poderia citar ainda outras questões relacionadas, mas acho que essa visão é suficiente para explicar alguns dos porquês Bolsonaro e seu Governo saem absolutamente fortalecidos em meio a esse caos.

A AGENDA POSITIVA PARA UM NOVO BRASIL

Todos sabemos que o BRASIL enquanto visão empresarial, tem que seguir as regras básicas da boa gestão, ou seja: não pode gastar mais do que arrecada (e olhe que a nossa carga tributária é quase 35% do PIB). Isso vale para o governo (e para os governos Estaduais e municipais); vale para sua empresa e vale para você. Quer gastar mais? Dê um jeito de ganhar mais..., mas muitas vezes o gasto é resultado de má gestão e no Brasil, de Corrupção além de um Estado Inchado: grande demais, intervencionista demais.

Não cabe aqui listar ou redizer o dito em termos da proposta que foi o DISCURSO VENCEDOR nas últimas eleições e que foi, acreditem, colocado em prática, mesmo com tanta SABOTAGEM, por uma EQUIPE DE TIRAR O CHAPÉU para dizer o mínimo. Para bem gerir uma “empresa” temos que ter bons gestores, com conhecimento técnico e disposição de trabalhar.

NASCIA ASSIM UMA PAUTA POSITIVA com uma grande clareza de princípios, mesmo com a necessidade de ajustes, que sempre são necessários, mas apenas para citar algumas frentes: investimentos pesados e inteligentes em Infraestrutura; missões comerciais na direção correta; um programa extraordinário de privatizações e assim por diante.

O BRASIL SOB NOVA DIREÇÃO saltou aos olhos do mundo, como pudemos ver e, apenas para ilustrar, este mês passou a figurar entre os 25 países mais seguros pra se investir, mesmo em meio a pandemia e ao bombardeio do imenso aparato que se estabeleceu para derrubar o presidente e seu governo. Isso deve ser irritante ou mesmo frustrante, para a oposição...

ESSA AGENDA POSITIVA só não é vista por quem NÃO a ENXERGA ou por quem está dando ouvidos àqueles canais que fazem parte da “Força Tarefa” que foi CRIADA PARA DESESTABILIZAR E INVIABILIZAR o Governo. Fico pensando o que levaria alguém esclarecida como a nossa MINISTRA CÁRMEM LÚCIA (a quem admiro), chamar o atual Governo de DESGOVERNO...das duas uma: ou está mal informada, como disse, ou está assistindo aos canais errados. Sugiro a ela, fazer uma visita aos ministérios deste governo, que ao que me parece são bem abertos ao diálogo e tem paixão pela missão que receberam. É gente com brilho nos olhos...como a própria ministra sempre me pareceu ter. Parece que a “antipatia” que alguns parecem ter pelo presidente está mais relacionada ao fato de que ele não tem “papas na língua” e não é “cheiroso e politicamente correto” como o Dória, pra citar um exemplo. Mas ao que parece, a população já escolheu o que prefere...

O ESVAZIAMENTO DAS TRAMAS E O FORTALECIMENTO DO PRESIDENTE

Se eu fosse citar todas as AÇÕES DA CHAMADA PAUTA/AGENDA POSITIVA de governo, este artigo, que já é grande, se transformaria num livro. Mas o fato é que a gestão que se iniciou cancelando MILHARES de medidas provisórias dúbias, pra dizer o mínimo, mesmo com as amarras impostas pelo Parlamento (boa parte dele), mas também auxiliada por eles no que representou uma vitória histórica do País, que foi a Reforma da Previdência. E essa relação com o Parlamento deve melhorar...existem indícios para isso.

Vimos a implementação de um plano consistente de desregulamentar o país, promover a redução do governo e só com a eliminação da corrupção, estávamos falando em bilhões que iam pelo ralo e que deixaram de ir, além de que os gastos passaram a ser geridos, de fato, como nunca nos últimos trinta anos. Estava sendo iniciado o desarmamento de uma bomba relógio que certamente deveria explodir, levando o país de uma recessão a uma “Venezuelização”, como parece estar acontecendo com a Argentina, Deus queira que não.

O DESAPARELHAMENTO DO PRÓPRIO GOVERNO

Os desafios são imensos: além da pandemia e dos estragos que ela vai provocar na economia, as necessidades de investimentos em vários setores estratégicos, como infraestrutura, por exemplo, ainda tiveram como ÂNCORA (aquela que não deixa o barco navegar) um GOVERNO absolutamente aparelhado em vários setores, verdadeiros CAVALOS DE TRÓIA colocados lá para obstruir e minar as forças do novo Governo e marcar território para um possível REVIDE PÓS URNAS, que de fato foi colocado em prática.

Falo por exemplo da Educação que, acreditem tem 300.000 funcionários e onde, na calada da noite, no ocaso do Governo Petista de Dilma, foram contratados 100.000 novos servidores (não será difícil localizar petistas de carteirinha nesse imenso contingente). Ou seja, um SETOR APARELHADO onde temos talvez nosso maior desafio em termos de formar gente qualificada e responder ao nosso fraco desempenho escolar e a uma PRODUTIVIDADE BAIXÍSSIMA que é um dos maiores entraves da nossa economia e que nos atrasam, em relação ao mundo. Vejam que o desafio é imenso e, em alguns setores, levará muito tempo..., mas já começou o trabalho.

Apenas para citar um bom exemplo:

Pouco antes da oficialização da Pandemia estive visitando, de carro, uma região rica em soja e milho: cidades como SINOP, SORRISO, LUCAS DO RIO VERDE e outras do MATO GROSSO. Nessa ocasião o Ministro acabara de entregar os restantes 51 Kms da BR 163 que, se não se lembram, foi aquela em que o Ministro Tarcísio esteve com os caminhoneiros atolados e perdendo suas cargas.

Só para entender, a BR 163 que tem cerca de 1.300 kms, foi um projeto concebido em 1970 ainda no Governo Militar. Jamais foi entregue e tornou inviável escoar nossas exportações de grãos pelo Norte do país, o que seria muito mais racional e barato. A obra, concluída pelo Exército brasileiro, que liga Miritituba a Novo Progresso no Pará, esteve parada por 45 anos.

E porque uma estrada de 1.300 kms apresentava um trecho de 51 kms que inviabilizava sua utilização estratégica? Simples: porque havia lobbies (ONGs e Ativistas representando produtores internacionais de soja) interessados em obstruir a passagem por terras indígenas e com isso, o frete do escoamento da safra era elevado tornando-a menos competitiva, principalmente em relação a outros países, como EUA por exemplo. Com a sua conclusão, o valor do frete caiu em mais de 20% tornando o Brasil muito mais competitivo e tornando-se o maior produtos mundial de soja, passando os EUA.

Em meio à essa Pandemia, o Brasil já teve um aumento nas exportações de soja em torno de 70%. Como falei no artigo que citei acima, enquanto o PIB brasileiro cai, o do Agronegócio deverá ser algo em torno de 2.2% positivo. Ou seja, o Agronegócio que já é uma locomotiva da economia, vai fazer o Brasil voar, ajudando na recuperação pós-pandemia, pois o mundo irá consumir mais alimentos.

O GANHO DE POPULARIDADE DO PRESIDENTE

Mesmo que uma das estratégias da oposição seja a de construir narrativas e pesquisas de opinião, no mínimo duvidosas (intencionalmente ou não), servem de apoio para campanhas ridículas do tipo #SOMOS70PORCENTO, nada impede o aumento da popularidade do presidente que, nos últimos 30 dias ganhou ainda mais seguidores nas redes sociais.

O Fato é que, em razão da AGENDA/PAUTA POSITIVA adotada e levada a acabo pela equipe de governo, agora com um MINISTÉRIO DE COMUNICAÇÃO desaparelhado e uma estratégia adequada. Já estamos vendo um movimento diferente...

O Governo deve sim, investir em publicidade Institucional no sentido de divulgar o que tem sido feito e como tem sido feito, além do que, aquilo que vai se fazer ato contínuo: se me permitem quero vender um conselho por $10,00 para o Governo (porque dizem que conselho não deve ser de graça). E meu conselho ao Governo é: criem uma ampla campanha de divulgação da AGENDA POSITIVA e de como ela vai ajudar ainda mais aos brasileiros. Nesse caso, distribuam a verba com base em audiência e demais critérios técnicos. Imagine que interessante, VEICULAR UMA CAMPANHA INSTITUCIONAL POSITIVA DO GOVERNO em canais que só fazem VEICULAÇÕES NEGATIVAS e contrárias à atual gestão?

Não fosse a PANDEMIA e suas terríveis consequências, eu diria que o jogo vai ficar divertido!

JMC Sanchez

Articulista, palestrante, fotografo e empresário.

Comentários