A direita nasce no Brasil

Antes da eleição de Bolsonaro, não tínhamos nomes para pensar em futuros senadores e deputados.

Hoje, temos Bárbaras, Allans, Sérgios, Alessandros, Bernardos, Paulos, Oswaldos, Fernandos, Flávias, Mauros, Raquéis, Maurícios, Lacombes, Raíssas, dentre outros.

A esperança se renova com novas caras.

A semeadura é frutífera, a colheita será farta!

Um contingente de trabalhadores pensantes aponta o rumo do país das próximas décadas.

Da decadência à escalada de um futuro promissor.

As estrelas voltam a luzir no céu de anil!

Avante, Brasil!

Nara Resende

Psicóloga clínica de adolescentes e adultos, escritora de Divã com poesia, Freud Inverso e organizadora do livro O jovem psicólogo e a clínica.

Comentários