Indagado sobre quem demitiria “Bolsonaro, Doria ou Covas”, Justus foi pontual: “Estou mais com o presidente” (veja o vídeo)

Na última segunda-feira, dia 20, o apresentador Roberto Justus disse durante entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, que concorda “um pouco mais” com o presidente Jair Bolsonaro frente ao combate a pandemia de coronavírus.

Em alusão à uma ‘competição’ no mundo dos negócios da qual é o apresentador, ele foi questionado sobre quem demitiria devido aos trabalhos para combater a Covid-19: o presidente Jair Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria, ou o prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

"Acho que o meio termo seria o ideal, só que estou um pouco mais para o lado do presidente, a não ser pelo fato de que talvez ele não sabe se expressar bem”, disse Justus.

E prosseguiu:

“Se nós olharmos os números como a imprensa faz questão de não olhar, sempre sendo muito pessimista, vamos ver que a grande maioria das pessoas são curadas, passam por isso sem grandes sequelas. Em uma sala de reunião hipotética dessas, eu ficaria no meio termo."

Confira:

da Redação

Comentários