Os exames de Bolsonaro, a contradição do PT e a dúvida do chefe do Mensalão e do Petrolão

Vai entender o PT...

No dia em 31 de março deste ano, quando a Revolução de 1964 fazia 56 anos de idade, ganhou como presente de aniversário uma afronta dos esquerdistas, que nasceu para combater.

O Presidente havia feito exames para averiguar se estava infectado com o vírus chinês. O resultado deu negativo.

Mas, como o prazer da esquerda é não dar paz ao governo, o deputado Rogério Correia (PT-MG), não tendo nada de útil para fazer por seus eleitores e por seu estado, enviou um requerimento à Presidência da República exigindo acesso aos exames de COVID-19 de Jair Bolsonaro.

Dizia o energúmeno que o Brasil precisava saber a verdade sobre o estado de saúde do Presidente.

Uma coisa sabemos, preocupação com o bem estar de Bolsonaro não era.

O Presidente Bolsonaro entendendo o desafio, se negava a entregar o exame, mas, afirmava categoricamente que havia dado resultado negativo. A “grande imprensa” querendo desnudar e envergonhar o Jair fazia um estardalhaço infernal.

Queria porque queria que o Bolsonaro admitisse estar com o vírus maldito.

Agora, veja a loucura do PT, em exames atuais, diante da confirmação de que o Presidente está com o ‘coronga’, a estrela decadente mor da Organização Criminosa apelidada de PT, Lula, o chefe do Mensalão e do Petrolão, vem dizendo que o Presidente Jair Bolsonaro “talvez esteja fingindo estar com o COVID-19, para promover a hidroxicloroquina”.

Chega fazer rir, a esquerda ser contra um remédio que está em uso no Brasil a mais de 70 anos, combatendo várias outras doenças, e, que está alcançando resultados efetivos no combate à pandemia do COVID, salvando vidas, enquanto o ódio tem levado à sepultura àqueles que não estão tendo acesso à cloroquina.

Mas o que se pode esperar de bom do PT e seus comparsas? A resposta é simples. Foi dada pelo Barão de Itararé:

“De onde menos se espera, daí é que não sai nada.”

Nilza Machado Faleiro e Souza

da Redação

Comentários