assinante_desktop_cabecalho

Sem operações policiais nas favelas por ordem do STF, facções criminosas se fortalecem no Rio, diz deputado (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em entrevista à TV Jornal da Cidade Online, o deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ), lembra que foi uma deputada do PSOL [Dani Monteiro] que pediu a suspensão das operações policiais nas favelas do Rio durante a pandemia... E os ministros do Supremo atenderam ao pedido.

“Essa é uma bandeira da esquerda, eles conseguem o voto ideológico deles da bandidagem, estão sempre prontos a atender essa turma. Uma surpresa muito grande o STF ter aceitado isso e dar parecer favorável. Com isso, as facções, com certeza, se fortaleceram muito mais durante a pandemia, tiveram uma liberdade para se organizar muito grande”, ressaltou o deputado.

Impeachment de Witzel

O parlamentar também criticou duramente a gestão do governador Wilson Witzel, que está tentando escapar do processo de impeachment, recorrendo inclusive ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“No que dependesse de mim, esse cara já estaria fora do governo dele. Caso aconteça do STJ prender o governador [antes de sofrer o processo de impeachment] com certeza será uma desmoralização muito grande para assembléia legislativa, embora eu não acredite que isso venha a acontecer, porque o comprometimento dos deputados aqui na casa parece ser bem legal, os rumores aqui na casa é que não dá mais para o governador continuar sentado na cadeira máxima do estado”, destacou o deputado.

Covidão no Rio de Janeiro

O deputado questionou, ainda, a forma como o dinheiro público foi usado no combate ao vírus chinês.

“Gastaram quase R$ 300 milhões em hospitais de campanha e não atenderam ninguém. Uma incompetência da parte do governador e do secretário de saúde, esse que nosso gabinete fez questão, através da Justiça, de afastá-lo, porque não tinha a mínima condição de gerir absolutamente nada”, enfatizou o deputado.

Hidroxicloroquina? Sim, a esquerda usa quando precisa

Moraes revelou ainda a hipocrisia no que diz respeito ao uso da hidroxicloroquina:

“Deputados aqui dessa casa que são contra ao uso da hidroxicloroquina, mas quando confirmaram positivo para a COVID, foi um dos primeiros medicamentos que tomaram”, detonou.

Assista a entrevista:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar