Rolling Stones se despediram do Brasil, com shows irretocáveis


O fenômeno musical de The Rolling Stones emocionou aos seus fãs no Brasil depois da badaladíssima turnê realizada no Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre onde eles finalizaram a sua apresentação, admitindo terem feito a melhor performance da sua carreira, que contagiou ao público e os 4 veteranos deste grupo sensacional, que se despediu dos brasileiros, depois de uma mega demonstração do seu irretocável talento.



The Rolling Stones é uma banda de rock inglesa formada em Londres em 1962 e considerada um dos maiores e mais bem sucedidos grupos musicais de todos os tempos. Ao lado dos Beatles, são considerados a banda mais importante da chamada Invasão Britânica ocorrida nos anos 1960. A banda e seus membros ocuparam posição de destaque nas mudanças musicais e comportamentais dos anos 1960 e são frequentemente relacionados com a contracultura, rebeldia e juventude. Eles já venderam mais de 240 milhões de álbuns no mundo inteiro.




Até o ano de 2007, quatro das cinco turnês musicais de maior lucro e bilheteria em todos os tempos, eram dos Rolling Stones. A turnê mais lucrativa da banda é "A Bigger Bang Tour", que durou de 2005 até 2007 e arrecadou o valor incrível de $558,255,524. Durante esta turnê, a banda fez um show gratuito na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Mais de 2 milhões de pessoas compareceram ao show, que está listado no Livro dos Recordes como o show gratuito de maior público realizado por uma única banda em todos os tempos.


Rio de Janeiro:

Mick Jagger apostou em vermelho e preto minimalista.

Rolling Stones se apresentam no Maracan Foto Rodrigo Gorosito  G1

Keith Richards investiu numa camisa roxa minimalista com jaqueta estampada em amarelo com preto.

Rolling Stones se apresentam no Maracan Foto Rodrigo Gorosito  G1

Para uma turnê chamada "Olé", devido ao fato dos shows terem estádios de futebol como palcos, as metáforas futebolísticas são quase inevitáveis. Pelo que os Rolling Stones apresentaram na noite deste sábado (20), no Rio de Janeiro, essas metáforas ainda valem.

Rolling Stones se apresentam no Maracan Foto Rodrigo Gorosito  G1

  O clima de grande jogo garantido em princípio pelos cerca de 66 mil presentes foi confirmado pelo time, ou pela banda, já na aparição de Keith Richards nos três megatelões, junto aos primeiros acordes de "Start me up": de cara saía o primeiro gol. No entanto, o show atrasou por causa de algumas falhas técnicas. Prevista para 21h30, a apresentação começou vinte minutos depois.

São Paulo:

Rolling Stones fazem segundo e ltimo show em So Paulo no estdio do Morumbi Foto Fbio TitoG1

Às 21h, as luzes do Estádio do Morumbi se apagaram e a bandeira do Brasil apareceu nos telões. Era a vinheta da turnê, seguida pelo riff de "Jumpin' jack flash", primeira da noite.


Sem falarem com a plateia, veio "It's only rock n' roll". "Olá São Paulo! Olá paulistas! E aí galera?", falou Jagger, no costumeiro português. "Tumbling dice" tem os passeios do cantor pela passarela e pelos dois cantos do palco.

O superastro Mick Jagger durante o segundo show dos Rolling Stones em So Paulo Foto Fbio TitoG1

Hoje é sábado. Vamos quebrar tudo", propôs Jagger, antes de "Out of control". Não fez muito sentido: o crescendo da música foi recebido com mais selfies do que palmas ou quebradeira.


Ao que parece, solo de gaita é uma boa trilha para comprar cerveja quente. "Vocês torcem para São Paulo, Corinthians, Palmeiras ou Santos? É a primeira vez que temos os quatro times no 'Morumbia'", constatou Jagger.

Segundo show dos Rolling Stones em So Paulo no estdio do Morumbi Foto Fbio TitoG1

Depois da citação futebolística, uma novidade. "All down the line" foi a primeira música que o cantor anunciou. Era a estreia da música nesta turnê sul-americana. Então, Jagger pegou o violão para tocarem "She's a rainbow".


A música de 1966 foi escolhida por fãs em enquete realizada pela banda. "Não, não, essa não sabemos", brincou, fazendo charminho. Quem segue a banda sabia que a balada havia sido tocada no Chile, no começo deste mês.

Mick Jagger apostou em uma camisa preta com calça preta e jaqueta construtivista de glitter.

Segundo show dos Rolling Stones em So Paulo no estdio do Morumbi Foto Fbio TitoG1

De costas, a jaqueta de Jagger era construtivista em preto com dourado de glitter.

show Rolling Stones tour ol So Paulo estdio Morumbi Foto Fbio TitoG1

Charlie Watts estava vestindo uma camisa amarela minimalista.

show Rolling Stones So Paulo estdio Morumbi turn ol Foto Fbio TitoG1

Ron Wood apostou em uma jaqueta preta de glitter com camisa verde. A alça da sua guitarra tinha vários largados coloridos.

show Rolling Stones So Paulo estdio Morumbi turn ol Foto Fbio TitoG1

Keith Richards apostou num blazer verde turquesa com lenço colorido no cabelo e guitarra preta.

Keith Richards sola durante show do Rolling Stones no Morumbi Foto Fbio TitoG1

Porto Alegre:


Britânicos fazem último show no país no RS com repertório de clássicos. Cerca de 48 mil compareceram ao show realizado no estádio Beira-Rio.

Rolling Stones cantam no Beira-Rio em Porto Alegre Foto Bruno AlencastroAgncia RBS

Mick usou blazer de glitter azul com camisa de seda e calça preta. Chapéu azul turquesa.

Mick Jagger e Rolling Stones no show em Porto Alegre Foto Agncia RBS

Os Rolling Stones se despediram do Brasil com um show para 48 mil pessoas na noite desta quarta-feira (2) em Porto Alegre. A exemplo dos shows anteriores, no Rio e em São Paulo, Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts e Ronnie Wood estavam soltinhos no palco montado no estádio Beira-Rio. Os britânicos, que se apresentaram pela primeira vez na capital gaúcha, fizeram um espetáculo inesquecível, que será lembrado por gerações – e não só pela música.

Rolling Stones em Porto Alegre RS Foto Duda BairrosAgncia RBS

O vocalista mostra uma vitalidade impressionante. O cantor segue sendo um dos melhores frontmans que a música já viu. Mas não foi só a vitalidade do senhor de 72 anos que arrebatou os gaúchos. O carisma de Jagger é inegável. Depois de fazer o público explodir ao abrir o show com os hits "Jumping Jack Flash" e "It's only Rock'n'Roll", entre outros sucessos, ele deu uma pausa e falou em bom "gauchês": "Olá, Porto Alegre! Tudo bem, gurizada?", perguntou usando um termo usado em todas as ruas da capital gaúcha.


Rolling Stones em Porto Alegre RS Foto Duda BairrosAgncia RBS

A saudação ocorreu antes do começo da quinta música, escolhida pelo público, "Let's spend the night together". E é inevitável dizer que isso deixou Mick Jagger, Ronnie Wood, Charlie Watts e Keith Richards mais "soltinhos" no palco. "É a primeira vez em Porto Alegre. "Capaz" que já vamos embora do Brasil?", brincou o vocalista, usando outra expressão tipicamente gaúcha, falada nas ruas, fugindo dos manjados Bah ou Tchê.

Jagger se move de um lado para o outro, dança, rebola, e corre pela passarela que se aproxima da multidão, arrancando gritos da plateia. E tudo isso sem deixar de cantar. Pai de um menino brasileiro, Lucas, de 16 anos, Jagger arranha bem o português. E sabe que o esforço em pronunciar algumas palavras no idioma local agrada o público. Foi exatamente o que ele fez.


Ponto de vista:

No nosso ponto de vista o grupo britânico The Rolling Stones deu um show de talento e musicalidade em solo brasileiro, levando ao delírio uma multidão de fãs e admiradores que lotaram as dependências dos  estádios por onde eles passaram, agitando com o seu ritmo efervescente e contagiante.

Carismático e falando bem o português o teatral e agitadíssimo Mike Jagger mobilizou as plateias, que surtaram com as suas expressões locais usadas para agradar em cheio aos seus fãs, que se encantaram com o seu eterno jeito de menino irreverente e brincalhão, apesar dele estar com 72 anos, muito bem vividos e curtidos. Por onde passa  esta mega banda arrasa e deixa a sua marca única e inconfundível,que sempre será lembrada com muito carinho e presença inesquecível.


Mais informações sobre a moda poderão ser adquiridas no http://www.anjinhadamoda.com/

Por hoje é só. Até o nosso próximo encontro falando de outro tema importante da moda. Espero vocês. Até lá.

Jornalista Noeli de Carvalho e Silva

Noeli de Carvalho e Silva

Editora - Jornalista e Produtora de Moda - Poetisa - Escritora de Fábulas, Contos, Estórias e Poemas Infantis.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Noeli de Carvalho e Silva

Comentários

Notícias relacionadas