Odebrecht desiste de ajudar e novamente recua

O empreiteiro Marcelo Odebrecht, logo após a prisão de João Santana, disse que desejava colaborar com as investigações envolvendo o marqueteiro e que pretendia prestar novas declarações.
Entretanto, surpreendentemente, os advogados do executivo informaram nesta quinta-feira (3) ao juiz Sérgio Moro, que ele só vai se pronunciar sobre as investigações da Operação Acarajé em juízo, “se for o caso”.
Ou seja, tudo não passou de jogo de cena. Aliás, parece que é só o que o empreiteiro sabe fazer.
Odebrecht é acusado de comandar um esquema que pode ter alimentado campanhas comandadas por Santana no Brasil e no exterior. 
De acordo com os investigadores, a empreiteira pode ter repassado mais de R$ 22 milhões ao marqueteiro, ilegalmente, entre 2014 e 2015.
Imaginou-se que finalmente ele iria revelar o que os investigadores já desconfiam e possuem indícios, o envolvimento do PT e das campanhas petistas com o dinheiro espúrio, produto do Petrolão.
Não foi desta vez...
da Redação

                                      https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça