assinante_desktop_cabecalho

Silas Malafaia detona os ministros do STF, os hipócritas e os esquerdopatas (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em entrevista polêmica e corajosa, o pastor Silas Malafaia detona os ministros do STF; a perseguição aos cristãos; a ideologia marxista nas universidades; e até o envolvimento da apresentadora Xuxa Meneghel com livros para crianças com temática LGBTQI+. Confira alguns destaques:

PT montando núcleos evangélicos

“Eles pensam que podem enganar o povo, mas hoje tem uma coisa chamada ‘redes sociais’. Para cada bobagem que eles falam, para cada mentira que eles falam, tem uma resposta. Eles não vão mais enganar o povo evangélico, porque sabemos que a ideologia deles nos odeia. Em qualquer lugar desse planeta onde a esquerda se impôs, ela trouxe problemas para toda religião. E uma coisa interessante que a esquerda faz: ela cultua personalidades, mas tem ódio de culto a Deus.”

Xuxa e LGBTQI+ só para baixinhos?

“A classificação indicativa que está na Constituição é para proteger o pequeno cidadão em desenvolvimento. A classificação indicativa não é censura, é uma proteção ao ser em desenvolvimento. O que essa gente faz é uma covardia, de perverter a criança. A criança não sabe discernir entre informação, sugestão e ordenança, ela recebe tudo como verdade total. A covardia dessa gente é que, como a criança não discerne isso, ela recebe essa carga de informação ideológica, pervertendo a criança e sua sexualidade.”

Chapa Mandetta e Moro nas eleições 2022

“Dois covardes, dois frouxos, dois caras que negaram aquilo que defendiam. Vê agora se Moro falou alguma coisa de Serra e Alckmin. Cadê Moro? Caladíssimo! As previsões de Mandetta tudo furada... vão tomar é um caldo, e bonito.”

STF e o inquérito das fake news

“O inquérito [das fake news] tem nome e endereço: Bolsonaro. É a tentativa de atingir Bolsonaro. O PT cansou de fazer fake news! Quem se lembra da Dilma Bolada? Dilma gastou mais de R$ 30 milhões bancando blogs e sites só para produzir fake news. Dos 11 ministros, 10 já estavam lá, ninguém fez nada... só gente ligada a Bolsonaro, é uma vergonha! Um inquérito ilegal, perseguição política clara.”

Um pastor perseguido e ameaçado

“Eu passei a andar com segurança depois que fui ameaçado em redes sociais por minhas posições. Eu ando com segurança há quatro anos. E nesses quatro anos, umas três vezes, se eu não estivesse com eles, eu seria agredido, porque eles são intolerantes, não suportam o contrário.”

Assista a entrevista completa:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar