Bilionário corrupto é condenado à morte no Irã

Um empresário, dono de um império avaliado em 14 bilhões de dólares, foi condenado à morte neste domingo pela Justiça iraniana.


Babak Zanjani, de 42 anos, foi acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude.

O bilionário tinha negócios que abrangiam setores como o de cosmética, serviços financeiros e bancários, turismo, infraestruturas, construção civil, tecnologia de informação, supermercado, extração petrolífera e mercado imobiliário. Além disso, o empresário possuía seu próprio banco, uma companhia de ônibus e uma frota de táxi no Tajiquistão, país onde mantinha grande parte dos negócios, e um time de futebol, o Rah Ahan, do Irã.

Zanjani está preso desde dezembro de 2013. Durante o período do ex-presidente Mahmoud Ahmadinejad (2005-2013), Babak Zanjani foi responsável por várias operações de venda de petróleo iraniano ao exterior, burlando as sanções internacionais impostas ao país.

De acordo com as denúncias, o empresário teria ficado com parte do dinheiro da venda do petróleo iraniano durante o período das sanções internacionais. O montante teria sido lavado por uma de suas empresas financeiras.

da Redação

                                       https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional