assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Padre desmoraliza os 152 bispos que assinaram carta destilando ódio contra Bolsonaro (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Uma infame carta denominada “Carta ao Povo de Deus” foi escrita por 152 bispos da Igreja Católica brasileira, contra o presidente Jair Bolsonaro.

Uma odiosa manifestação político-partidária, demonstrando com clareza a ideologia esquerdista de seus subscritores, além de ressaltar a divisão existente entre os membros da igreja, vez que 328 bispos não assinaram o enojante documento.

Assim, gradativamente, inúmeras reações contrárias a tal carta estão surgindo por todo o país.

Algo realmente lamentável e que envergonha a Igreja Católica.

E nesse sentido, entre todas as manifestações que já se tornaram públicas, talvez nenhuma tenha sido tão forte quanto a do padre ortodoxo Kelmon Luís.

O padre acusa os bispos de “saudosismo esquerdopata”, diz que a carta é “descabida” e “desnecessária” e que os 152 bispos querem “dividir a igreja”.

“(...) um paradoxo, uma loucura, uma doença mental”, afirmou.

Veja o vídeo:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários