Jaques Wagner, ao lado da esposa, vaiado e xingado em restaurante, revida

Sempre tem a primeira vez. Neste domingo (6) foi a primeira vez para o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, que nunca houvera experimentado a sensação de hostilização pública, viveu a inesperada e incômoda situação.


Ele deixava o restaurante japonês New Koto, em Brasília, onde almoçou, acompanhado de sua mulher, Fátima. Ao se dirigir para a saída do restaurante, uma cliente gritou: ‘Fora PT’.

Imediatamente, inúmeros outros presentes deram sequência e, em coro, começaram a entoar ‘Fora!’, ‘Ladrões!’.

O ministro, extremamente irritado, rebateu, também aos gritos: ‘Vocês não estudaram? Vagabundos, mal-educados, fascistas’, disse.

Jaques Wagner classificou o episódio como ‘intolerância’ e ‘falta de respeito’. Para o ministro, ‘é preciso ter educação democrática, conviver com as diferenças sem discriminar ou ofender gratuitamente’.

Segundo a assessoria do ministro, Jaques Wagner ficou ‘muito chateado’ com o ocorrido e considerou o gesto um ‘desrespeito à sua mulher’.

da Redação

                                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política