assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

O socialista e o sequestro de R$ 134 milhões em bens por comandar “um dos maiores esquemas de corrupção do país”

Ler na área do assinante

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, teve nesta segunda-feira (3) a efetivação de medida cautelar de sequestro de seus bens no montante de R$ 134,2 milhões.

A determinação da medida partiu do relator da Operação Calvário, desembargador Vital de Almeida, que disse, textualmente, que a investigação revelou um dos maiores esquemas de corrupção do país.

Ricardo Coutinho é um indivíduo que se diz socialista.

Porém, não hesitou em comandar um esquema maligno de corrupção, que certamente deixou inúmeras vítimas sem direitos básicos e essenciais, como educação e saúde.

Por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Coutinho atualmente está solto.

É de se esperar que em breve ele volte para o xilindró.

Entretanto, a punição maior será a transformação do sequestro dos bens em perda definitiva.

Para pessoas assim, não há castigo mais dolorido do que aquele que machuca o bolso e recupera o patrimônio surrupiado da sociedade.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários