assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Justiça manda tirar do ar vídeo em que Moraes é chamado de “lixo”, “canalha” e “tirano”

Ler na área do assinante

Um juiz de São Paulo, da 44ª Vara Cível, determinou que seja retirado das redes sociais um vídeo em que o deputado Otoni de Paula faz sérias acusações ao ministro Alexandre de Moraes.

Para o magistrado, prolator da decisão, as manifestações do deputado do PSC do Rio “extrapolam a liberdade de expressão”.

Otoni chama Moraes de “lixo”, “canalha” e “tirano”.

Na decisão, o juiz ainda disse que o deputado não podia usar seu direito a liberdade de expressão como “escudo para a prática de crimes contra a honra” e fixou uma multa de R$ 50 mil por cada dia de desrespeito a decisão.

O vídeo já foi devidamente retirado de circulação, mas o deputado, mesmo reconhecendo que não deveria adjetivar o ministro de forma deselegante, disse que, fora isso, suas falas e postagens refletem o seu livre e sagrado direito de expressão.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários