assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Secretário do governo Doria e amigo de poderosos, Alexandre Baldy é preso pela Lava Jato (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A Lava Jato continua avançando e chegando a políticos influentes. A Polícia Federal prendeu Alexandre Baldy, secretário de Transportes Metropolitanos do governo Doria. Baldy, que também foi ministro das Cidades no governo Temer e deputado federal por Goiás, está sendo investigado por supostos desvios em contratos na área da saúde, na época em que era secretário na gestão do então governador de Goiás, Marconi Perillo.

A ofensiva é um desdobramento das operações Fatura Exposta, Calicute e SOS, que levaram Sergio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro para a cadeia, sentenciado a mais de 280 anos de prisão. O juiz federal Marcelo Bretas, que pediu a prisão de Cabral na época, foi o mesmo que agora expediu o mandado contra o secretário de Transportes.

Doria com a mão no fogo

O governador de São Paulo veio a público afirmar que a prisão de Alexandre Baldy não tem relação com o trabalho realizado por ele na Secretaria de Transportes Metropolitanos. Em nota, o governador disse confiar na capacidade do secretário esclarecer os fatos.

Mesmo envolvido em denúncias desde 2012, quando foi apontado em relatório da CPI como ‘menino de ouro’ do contraventor Carlinhos Cachoeira, Alexandre Baldy continuou conquistando cargos de confiança. Por influência de Rodrigo Maia, foi escolhido para ministro das Cidades no governo Temer, em 2017. Inclusive, Baldy é padrinho do filho caçula do presidente da Câmara dos Deputados. O que há por trás de todo o 'sucesso' alcançado por Alexandre Baldy na vida pública?

Veja o vídeo:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários