assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

O inferno astral de Dória: No dia seguinte a prisão de secretário, governador é condenado por improbidade

Ler na área do assinante

Cada dia fica pior a situação do pequeno ditador.

E caminha para o insustentável.

São muitos os erros cometidos por João Dória, sempre movido por uma incontida ambição, e são inúmeras as suas relações promíscuas.

A prisão de Alexandre Baldy representa um baque enorme.

Mesmo tendo sido solto rapidamente pelo ministro Gilmar Mendes, é mais uma marca pútrida na gestão do governador paulista.

Mas nada é tão ruim que não possa piorar.

No dia seguinte a prisão de Baldy, o Tribunal de Justiça de São Paulo condenou Dória por improbidade administrativa.

Numa ação movida pelo Ministério Público, Dória foi penalisado sob a acusação de que o slogan “AceleraSP” ficou altamente vinculado à sua imagem e foi usado após a posse como prefeito, “de maneira a associar a sua imagem a programas de governo às custas do erário”.

Por essa razão, Dória terá que pagar uma multa de R$ 600 mil reais.

Na decisão condenatória, a desembargadora Vera Angrisani destacou que o governador violou os princípios de impessoalidade e moralidade.

“A vinculação de ambas as campanhas publicitárias (eleitoral e de gestão), com o uso de slogan pessoal e dos símbolos da Prefeitura Municipal, em eventos oficiais, como forma de propaganda individual e consolidação de seu nome no cenário político, claramente sugere autopromoção, o que caracteriza ato de improbidade administrativa”, destacou Angrisani, destacou a magistrada.

Dória ainda pode recorrer, mas sua conduta sempre oportunista e imoral vai se revelando dia-a-dia.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários