assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Moro parece assumir postura de candidato e “alfineta” Bolsonaro

Ler na área do assinante

Moro continua negando pretensão eleitoral, mas na prática perdeu a vergonha e o escrúpulo.

Renegou ser politico. Preferiu ser “politiqueiro”.

Neste sábado, sordidamente, ‘alfinetou’ o presidente Jair Bolsonaro pela marca de 100 mil mortos pelo Coronavírus.

O ex-ministro postou o seguinte:

“Não podemos nos conformar, nem apenas dizer #CemMilEdaí. São mais de 100 mil mortos; 100 mil famílias que perderam entes para a Covid. Que a ciência nos aponte caminhos e que a fé nos dê esperança.”

A hashtag postada por Moro é uma referência à uma frase dita pelo presidente da República e que foi tirada de contexto pela grande mídia.

“Vamos tocar a vida. Tocar a vida e buscar uma maneira de se safar deste problema”, disse o presidente Jair Bolsonaro na live da última quinta-feira, 6.

Logo Moro, que sabe que o STF retirou do presidente o comando das ações relacionadas à pandemia, entregando nas mãos de governadores e prefeitos que, diga-se, estão se chafurdando no ‘covidão’.

E olhe que esse mesmo STF está prestes a aplicar no próprio Moro um ‘golpe’ desmoralizante, reconhecendo uma eventual parcialidade no julgamento do meliante Lula.

Quer dizer, Moro sonha em ser candidato, mas está totalmente perdido, sem rumo, desnorteado.

Fonte: Revista Oeste

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários