Danielle, a filha de Eduardo Cunha, também 'foge' do juiz Sérgio Moro

Danielle Cunha, ré na Lava Jato, filha do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, está vivendo momentos de extrema ansiedade. 
Caso o STF resolva desmembrar o processo que responde juntamente com o pai e a madrasta, a jornalista Cláudia Cruz, as duas serão julgadas em 1ª instância, na 13ª Vara Criminal de Curitiba, onde o titular é o juiz Sérgio Moro.
Danielle é publicitária, tem 28 anos e trabalha no serviço de assessoria e divulgação de mandatos e Marketing político. Os seus clientes são os deputados aliados de Cunha.
A jovem publicitária responde por suspeitas de manter contas secretas no exterior e de ser beneficiária de dinheiro - recebido pelo pai - fruto de propina do escândalo do petrolão.
Um dos maiores temores de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é que a Justiça determine a prisão de sua mulher, ou de Danielle, o que seria bastante provável caso o processo fique sob a responsabilidade do juiz Moro, como quer o Ministério Público.
Os próximos dias serão decisivos. Uma eventual prisão de Cláudia e Danielle, criaria uma situação inusitada: um país onde o terceiro na linha sucessória responde a processo criminal, com a filha e a esposa presas.
Conjecturando um pouco mais, poderíamos imaginar um cenário com uma eventual cassação da chapa Dilma/Temer. Cunha, temporariamente assumiria, Claudia Cruz seria a primeira-dama. Teríamos então um presidente da Republica réu e uma primeira dama presidiária.
da Redação

                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades