Ostentação no facebook derruba mais um na Justiça do Trabalho

Um gerente de banco, afastado do trabalho há quatro anos, sob alegação de uma suposta incapacidade permanente causada pela Síndrome de Burnout, doença provocada pelo estresse e também chamada de síndrome do esgotamento profissional, aguardava a decisão do seu caso, onde pedia indenização para o Banco Santader de R$ 1 milhão, além de pensão mensal.


Na ação trabalhista, o funcionário, de 47 anos, alegava crises emocionais e até mesmo “pânico ao ver o slogan do Santander”.

Entretanto, as publicações no Facebook — que incluíam fotos em festas, viagens nacionais e internacionais e mensagens com conteúdo humorístico — foram levadas em conta, e a 20ª Vara do Trabalho de Brasília negou o pedido.

Para a magistrada, as publicações do homem na rede social eram incompatíveis com o quadro de uma pessoa acometida por doença psicológica:

“O autor participa ativamente da referida rede social, possui quase quatrocentos amigos virtuais, publica fotos suas em festas, viagens (nacionais e internacionais), manifestação popular, sozinho e acompanhado de familiares, assim como mensagens com conteúdo humorístico e de superação”.

A juíza acrescentou que, nesse contexto, “não há como concluir que o autor está incapacitado para o trabalho”.

da Redação

                                             https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça