assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Malafaia revida duramente Moraes: "Vai ler a Constituição" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Você é tirano?

Bom amigo, eu não sei se é, mas caso tenha votado em Bolsonaro, é dessa forma que o Ministro Alexandre de Moraes te vê, tirano.

Ou, você consegue entender diferente a fala dele:

“Toda tirania deve ser afastada, inclusive, a tirania da maioria que elege o executivo e o Congresso”?

É mano, eu queria perguntar para o ministro como funciona esse fenômeno: TIRANIA DA MAIORIA. Se for maioria acaso não é democracia?

Por isso o Ministro levou uma invertida do pastor Silas Malafaia:

“Alexandre de Moraes, vai ler a Constituição”.

Gente do céu, eu vivi para ver um pastor “dar uma mijada” num ministro do Supremo na parte que o ministro mais deveria dominar, a Constituição.

Vamos esperar para ver se o Alexandre de Moraes agora manda o Silas ler a Bíblia.

Aliás, você pode não concordar com o Silas na interpretação que compreende no texto sagrado, mas sobre o Alexandre de Moraes, consegue discordar?

A coisa complica porquê em um Estado Democrático por Direito é exatamente a maioria quem decide.

Como Alexandre conseguiu encontrar tirania na vontade da maioria?

Mereceu a aula de Direito Constitucional que recebeu do pastor Silas. Leia a fala do pastor:

“A vontade soberana do povo é que prevalece, inclusive, sobre o STF”.

Silas continua:

“Vocês não são o supremo poder, o SUPREMO PODER É O POVO”.

Sim, é a maioria quem escolhe através do bendito voto, seus representantes para empossar ate mesmo os ministros.

Tal representatividade é o poder de outorga dado pelo povo para indivíduos que na simples expressão da palavra serão servidores públicos. Isso mesmo, serão apenas servos.

Essa escolha é devida, legitima, previsto na Constituição. Todavia, segundo Alexandre, na maioria pode ter tirania. Oshi! “Num tendi!” Tirania só cabe em um dos poderes que gerencia o Estado, não na sociedade. Ou mudou?

Vamos dar uma voltinha no conceito de Tirania pra ver.

Para começar, tirania é um governo ilegítimo, onde um homem e seus asseclas tomam o poder e legitima seu desejo contra o da sociedade. É um grupo extremamente minoritário com um líder que usurpa o poder.

Adolf Hitler á considerado tirano. A história afirma que houve eleição na Alemanha, mas após esse detalhe, Hitler, usou a tirania como forma de governo.

Ou seja, governou contra os princípios que rege a democracia violentando abertamente o poder do povo. Assim como todo ministro do Supremo é empossado nos moldes constitucionais, mas depois pode violar tais princípios fazendo o que quer.

Veja as características da tirania: abuso do poder. Afinal, é o governo, não o inverso, quem utiliza-se do abuso do poder.

Ou, existe possibilidade de o povo abusar do poder contra o governo?

Tem mais, em um governo tirano a ameaça é usada de maneira eficaz contra quem se opor. O tirano usa o medo para executar seus planos, caso não dê certo, aplica a crueldade. Por acaso uma prisão injusta não é crueldade?

Ordenar bloqueio de páginas e perfis na internet até no exterior, não é ameaça aos demais? O tirano apega-se a violência, reduz os direitos e para encerrar, a característica principal da tirania é o autoritarismo. (Dentre essas características você se lembra de alguém?)

Na aula que o pastor concede gratuitamente a Alexandre, ele afirma:

“Alexandre não tem autoridade para falar sobre isso, ele rasga o Artigo 5º da CF, rasga o Artigo 129”.

Silas diz que, o Supremo está pior que o tempo da inquisição:

“Ao mesmo tempo vocês são vítimas, policia, Ministério Público e juiz. A maior aberração jurídica de todos os tempos no Brasil”.

Alexandre, escute o conselho do Silas e vá ler a Constituição.

“Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos dessa Constituição”.

Artigo 1º, Parágrafo Único, Constituição Federal.

Silas fala o que está no coração do povo brasileiro e se junta a fila que só aumenta dos denunciadores de crime que condenaria qualquer pessoa comum, todavia, o grito dessas pessoas parece não ecoar na justiça brasileira.

A verdade é, estão tentando achar alguma coisa para prejudicar o governo federal.

Como diz o pastor:

“Que Deus tenha misericórdia do Brasil”.

Pode crer, nessa levada autoritária do Supremo contra apoiadores de Bolsonaro, ao invés de Alexandre revidar o pastor e mandar ler a Bíblia, ele pode tentar prender como fez com os outros. Você duvida?

Confira:

Josinelio Muniz

Formado em Teologia pela Faculdade Teológica Logos (FAETEL), matéria em que leciona na Comunidade Internacional da Paz – Porto Velho, RO. Bacharel em Direito pela (UNIRON) e Docente Superior pela (UNINTER).

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários