assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Racha na cúpula da OAB envolve pensão a ex-funcionário, tido como “arquivo vivo”

Ler na área do assinante

A atual direção nacional da Ordem dos Advogados do Brasil visivelmente não agrada a maciça maioria dos advogados inscritos.

A entidade foi transformada em instrumento de politicagem, sobrepondo às ambições pessoais de uma minoria encastelada, aos reais interesses da categoria, praticamente sem vez e sem voz.

Entretanto, informações dão conta que presentemente a direção nacional está rachada.

De acordo com o bem informado jornalista Cláudio Humberto, o atual presidente, Felipe Santa Cruz, que presta obediência ao ex-presidente Marcus Vinícius Furtado Coelho, tentar presentear com uma pensão vitalícia de R$17 mil mensais um ex-funcionário da entidade, Paulo Guimarães, ex-chefe de gabinete de Furtado Coelho e já aposentado.

Três dos cinco diretores são contrários ao benefício.

Advogados relataram telefonemas agressivos de Guimarães, inconformado com a derrota da pretensão.

O detalhe é que Guimarães conhece segredos cabeludos na OAB.

O temor é que ele mostre sua língua afiada e faça “a casa cair”.

Apoiam a regalia Felipe Santa Cruz e Beto Simonetti, seu candidato a presidente da OAB. Ambos são obedientes a Marcus Vinícius.

São contrários ao privilégio o vice-presidente da OAB, Luiz Viana Queiroz, e os diretores Ary Raghianti Neto e José Augusto Noronha.

Fonte: Diário do Poder

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários