assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

A lógica invertida do ministro Fachin

Ler na área do assinante

Fachin disse que a presença de Lula na eleição de 2018 reforçaria a democracia.

Por essa mesma lógica conclui-se que para o ministro Fachin, o talibã reforçaria as missões de paz da ONU, a nomeação de Marcola reforçaria a Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas, Suzane von Richtfofem reforçaria o Ministério da Família e os Nardone reforçariam o Conselho Tutelar.

Só falta chamar o Kim Jong-Un para redigir o estatuto do desarmamento.

Fachin é bem inteligente e o STF é de fato o orgulho nacional.

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários