assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Para “calar a boca”, Mourão faz convite a Leonardo DiCaprio: Marchar 8 horas pela Amazônia

Ler na área do assinante

O General Hamilton Mourão encontrou uma excelente maneira de mandar um estrondoso “cala a boca” a Leonardo DiCaprio.

Ele tem sido contundente em suas observações sobre às queimadas na floresta amazônica.

Na tarde da última sexta-feira (14), o ator usou as redes sociais para fazer mais um comentário crítico a Jair Bolsonaro.

DiCaprio compartilhou uma notícia divulgada pelo veículo inglês The Guardian sobre o desmatamento na Amazônia.

“Dados preliminares indicam aumento de 7% em agosto. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está sob pressão internacional para inibir as queimadas, mas duvidou publicamente delas no passado, culpando oponentes e comunidades indígenas”, comentou Di Caprio

E complementou a crítica:

“Os focos de incêndio no ano passado foram devastadores o suficiente, mas com o clima mais seco deste ano até agora, há preocupação de que o desmatamento no Brasil não esteja chamando atenção suficiente”

Durante o Fórum Mundial Amazônia+21, o vice-presidente do Brasil comentou as críticas do ator e resolveu dar um basta.

Para tanto, fez o convite:

“Eu gostaria de convidar nosso mais recente crítico, o nosso ator Leonardo DiCaprio, para ele ir comigo a São Gabriel da Cachoeira e nós fazermos uma marcha de oito horas pela selva entre o aeroporto de São Gabriel e a estrada de Cucuí.”

E detonou:

“Ele vai aprender em cada socavão que ele tiver que passar que a Amazônia não é uma planície e entenderá melhor como funcionam as coisas nesta imensa região.”

Agora veremos se DiCaprio realmente está preocupado com a Amazônia ou apenas em busca de holofotes.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários