assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Inacreditável! Veja o que Lula disse sobre confissão do terrorista Cesare Battisti! (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Lula, também conhecido como o melhor presidente que Cuba já teve, achou que aparelhar estatais, financiar ditaduras mundo afora, normatizar a corrupção, inchar o estado e causar danos ao Brasil que ainda levaremos décadas para consertar, não era o suficiente.

Luís Inácio não queria deixar dúvidas de que seu ódio ao que é correto, não tem limites.

No último dia de seu governo, em 2010, Lula decidiu conceder asilo político ao terrorista de esquerda, Cesare Battisti.

Battisti foi condenado na Itália por 4 assassinatos, (todos claro, em nome do “bem comum” e de uma “causa maior” que só a esquerda pode proporcionar).

Em um de seus ataques, Battisti, e seu grupo extremista, matou um joalheiro e deixou seu filho paraplégico. Além disso, matou 2 policiais à sangue frio e um açougueiro que supostamente pertencia a um partido neofascista.

Então, para combater o “fascismo” Battisti o matou. Muito bondoso...

Após fugir e passar por diversos países, o terrorista de esquerda italiano chegou ao Brasil em 2004, um ano após o Partido dos Trabalhadores assumir o comando do país.

Coincidência?

Aqui foi festejado como herói por praticamente todos os nomes da esquerda brasileira que vivem de chamar Bolsonaro de extremista, entre eles Marcelo Freixo, Chico Alencar, Ivan Valente e Randolfe Rodrigues.

De 2004 a 2010 a Itália tentou extraditá-lo, mas após diversas manifestações de apoio da esquerda brasileira, a esperança das vítimas por justiça já estava esgotada.

Battisti estava no Brasil, o maior paraíso para terroristas de esquerda no mundo.

Ao negar a extradição e conceder asilo ao terrorista, Lula cuspiu no túmulo das vítimas e na cara da justiça. Como aliás, já fez outras vezes. A esquerda, afinal, não iria condenar um de seus heróis.

Em 2018, com o PT fora do poder, as férias de Battisti estavam em risco. Bolsonaro, então forte candidato, já havia dito que extraditaria o terrorista se fosse eleito. Michel Temer resolveu se antecipar e extraditou o terrorista.

Battisti fugiu, mas foi capturado na Bolívia, que o despachou para a Itália onde cumpre prisão perpétua. Ao chegar em seu país natal, Battisti confessou formalmente seus crimes, que só a esquerda brasileira negava.

Hoje, em entrevista, Lula (o condenado por corrupção que está solto) disse que se sentiu frustrado e decepcionado por Battisti ter confessado os assassinatos. Que concedeu o asilo por pensar que o terrorista fosse inocente e “todos os companheiros de esquerda pediam para que ele ficasse aqui”.

A indecência e o cinismo desse senhor não têm limites.

Então ele achou que um terrorista assassino iria sair confirmando seus crimes?

É isso que ele quer que o Brasil acredite?

Lula protegeu Cesare Battisti porque é assim que a esquerda age, eles se lavam na própria sujeira. Acusam seus adversários de crimes que eles fizeram, fazem ou pretendem fazer mil vezes pior.

Por isso, nunca devemos deixar de jogar na cara desses hipócritas, o que eles são de verdade: cúmplices do ódio e do terror.

Confira:

Frederico "Fred" Rodrigues

Escritor, Empresário e Comentarista Político. 
Membro fundador da Frente Conservadora de Goiânia e Membro da Direita Goiás.

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários