assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Diretor da OMS, com 5 meses de atraso: “Saúde e economia são inseparáveis”. Bolsonaro não perdoa (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em 30 de março desse ano, o presidente Jair Bolsonaro alertou o povo brasileiro. Saúde e economia eram problemas que precisavam ser resolvidos simultaneamente, duas questões inseparáveis.

Por isso, foi extremamente criticado pela ‘mídia do ódio’ e por seus opositores.

O criminoso Lula chegou a blasfemar o seguinte:

“Primeiro salvamos o povo, depois a economia”.

Esta semana, com cinco meses de atraso, a própria OMS reconhece o que o nosso presidente havia dito, ou seja, que saúde e economia são inseparáveis.

Fica o questionamento:

Quem são os verdadeiros genocidas?

Veja o vídeo:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários