assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Pazuello dá lição em Mandetta e diz que muitas vidas poderiam ter sido salvas com o tratamento precoce

Ler na área do assinante

Nesta segunda-feira, 24, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que muitas mortes por Covid-19 poderiam ter sido evitadas com o protocolo adotado agora pelo sistema de saúde, de fazer o diagnóstico e tratamento precoce da doença.

Pazuello disse que a pasta mudou a orientação para o tratamento, com base no que aconteceu no Norte e no Nordeste do país.

“Nosso tratamento precisa ser precoce e imediato. Aos primeiros sintomas, tem que procurar o médico, a unidade de saúde. Tem que ser diagnosticado pelo médico e tem que receber a prescrição dos medicamentos pelo médico”, explicou.

E prosseguiu:

“O paciente tem que tomar os medicamentos e ser acompanhado pelo médico, para ver se não precisa de outras intervenções. Se isso acontecer, o risco de morte cai drasticamente. Se nós tivéssemos feito isso desde o início, teríamos tido menos mortes no nosso país, eu não tenho a menor dúvida.”

A orientação de Pazuello mostra a grande diferença no enfrentamento da pandemia.

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por exemplo, ao que tudo indica, estava completamente errado.

Mandetta pregava que o cidadão só deveria procurar o médico em último caso, já com os sintomas da doença.

Lamentável… Quantas vidas poderiam ter sido salvas?

Fonte: Agência Brasil

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários