assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Padre Robson pode ter usado irmã como “laranja” em negociações de 24 imóveis

Ler na área do assinante

A situação do padre Robson Oliveira está se complicando, na medida em que as investigações vão avançando.

O Ministério Público agora está investigando uma possível “laranja” do esquema.

Adrianne de Oliveira Pereira, irmã do padre, que mora em um imóvel de luxo pertencente a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) é a suspeita. A mulher aparece nas apurações como participante de 24 operações imobiliárias.

Ainda de acordo com as investigações, ela não teria condições financeiras suficientes para participar de compras e vendas de 24 imóveis, mas aparece como uma das partes nessas operações investigadas.

O esquema do Padre Robson só veio à tona em razão de supostos relacionamentos amorosos pelos quais foi vítima de extorsão.

Criminosos ameaçaram divulgar dados dessas propaladas aventuras do padre.

Na época, ele teria utilizado R$ 2 milhões da Afipe para pagar aos autores da extorsão.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários