assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Professor manda para o mundo resposta às agressões de Barroso contra Bolsonaro (veja o vídeo legendado)

Ler na área do assinante

O tiro do ministro Luis Roberto Barroso saiu, rigorosamente, pela culatra.

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura”, disparou o irresponsável.

A sociedade notadamente repeliu a vergonhosa, antipatriótica e inadmissível fala do magistrado do Supremo Tribunal Federal.

A reação foi de absoluta indignação.

Entretanto, é necessário que o mundo ouça a voz do povo brasileiro.

Nesse sentido, um professor de Goiás, se propôs a dar uma dura resposta.

Gustavo Gayer gravou em inglês e o vídeo já está correndo o mundo.

Ele inicialmente esclarece que o presidente Jair Bolsonaro foi eleito democraticamente e que foram os governos de esquerda, que governaram o país nas últimas duas décadas, que deram dinheiro para ditaduras ao redor do mundo.

“As mesmas ditaduras que matam seu próprio povo”, disse.

Na sequência, o professor explica que o ministro que acusou o presidente de defender a ditadura e a tortura, antes de ser magistrado, atuou como advogado de um terrorista, o italiano Cesare Battisti, que acabou confessando inúmeros crimes.

Gayer afirma que o STF está destruindo a Constituição do Brasil, prendendo jornalistas e mandando a PF vasculhar casa de YouTubers.

Na sua crítica, o professor não poupa também, críticas duras a Alexandre de Moraes e acusa os ministros de, eles sim, estarem tentando impor uma ditadura ao povo brasileiro.

Veja o vídeo:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários