assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

O sucessor de Deltan: A “bandidagem” vai se dar mal...

Ler na área do assinante

O procurador da República Alessandro de Oliveira será o “sucessor” de Deltan Dallagnol na Operação Lava Jato, na República de Curitiba.

Um homem humilde, admirador do trabalho de Deltan, que faz questão de dizer que o considera “insubstituível”. Por isso afirma que irá “sucedê-lo”, mas não “substituí-lo”.

Esse olhar para tudo o que foi feito por Deltan é uma demonstração de grandeza do novo coordenador e, sem dúvida, mais uma coroação do extraordinário trabalho desenvolvido por seu antecessor.

O fato é que Alessandro de Oliveira tem uma experiência de 18 anos no Ministério Público Federal, uma reconhecida atuação no combate a corrupção e a participação efetiva em diversas operações de combate à corrupção.

O novo coordenador está especificamente na Lava Jato desde 2018, atuando no grupo de trabalho da Procuradoria-Geral da República e considera uma “paixão” a atuação no combate a corrupção, segundo declarou em entrevista a um site.

Portanto, a Malandragem que comemorou a saída de Deltan, pode se dar mal.

Vem ai um “casca grossa”, disposto a mostrar serviço.

A Lava Jato continua forte.

Deltan é gigante, mas certamente terá um grande e verdadeiro “substituto”.

Renan Calheiros, um dos que mais vibrou, terá uma surpresa em breve.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários