assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

A carta para Bolsonaro no outdoor em Rondônia

Ler na área do assinante

Aqui na cidade onde moro, Porto Velho, capital de Rondônia, foi instalado um outdoor gigante por agricultores e pecuaristas apoiando Bolsonaro.

Logo que li pensei: “Poxa, Bolsonaro nem vai ler essa placa, para que tamanho esforço?”

Pois é, fizeram sabendo que ele não iria ler. Porque fizeram?

Bolsonaro é o tosco taxado de mil e um apelidos por gente considerada intelectual.

Esses intelectuais lutam com força contra o setor produtivo e insistem num Estado delirante que sustenta a todos, bem assim, ao invés do povo sustentar, é o Estado que sustenta o povo.

Para conseguir tal façanha tais intelectuais pregam contra a produção capitalista e condenam o livre mercado. Todavia, quem vive da força do trabalho, produção e prefere pagar impostos ao invés de receber renda vinda do Estado, defende Bolsonaro com garra.

Uma luta travada entre “ditos intelectuais” contra a massa produtiva; seja dos grandes e potentes empreendedores ao menor micro empreendedor individual. Isso inclui o agronegócio.

Enquanto os ditos intelectuais lutam para derrubar o tosco, quem produz e faz o Brasil caminhar realmente está preocupado e com receio de perder o homem.

Para piorar, os ditos intelectuais, estão na vantagem. Sim, eles têm ao lado uma mídia poderosa, os palcos artísticos, milhares de fãs, alunos em lato sensu e stricto sensu, digo isso seguro pois, a classe artística, os grandes jornalistas, as maiores revistas, os professores universitários, reitores, enfim, quase toda essa gente é considerada a massa intelectual do Brasil e infelizmente se posicionam contra o governo.

Por outro lado, os mãos grossas, os considerados toscos também, combatem sem mídia, sem TV, sem palcos, sem voz. Isso explica a instalação do outdoor gigante no ponto estratégico da cidade.

O povo do lado de cá instalou essas placas nos quatro cantos do Brasil tirando dinheiro do bolso sem qualquer tipo de patrocínio estatal. Fizeram somente para dizer: "Bolsonaro nós estamos com você". Aqueles que instalaram as placas gigantes sabem que Bolsonaro dificilmente lerá, mas é a tentativa desesperada de demonstrar que ele não está só.

Quando esses empreendedores leem as notícias da Argentina, dos irmãos Venezuelanos, o grito fica mais forte e o posicionamento é evidente.

Sabem que, caso o presidente não leia o outdoor, os “ditos intelectuais” irão saber que ele pode contar com o povo e a mensagem alcança o objetivo do mesmo jeito.

Sem falar que, essa gente tem a seu favor uma Fé inabalável e o painel por mais longe que esteja, a mensagem, pode chegar ao presidente.

Foi o uso dessa Fé que levantou jornalistas independentes, outros ousados e jornais, caso do Jornal da Cidade Online, para ser a voz dos pequenos; pequenos sim, mas maioria.

Profissionais autênticos que rompem o mundo intelectual dos moldes esquerdistas e concedem voz aos agricultores de Rondônia, do Acre, do Amazonas, do Ceará, de São Paulo, do Norte ao Sul, do Leste ao Oeste, do Oiapoque ao Chuí. Os homens tentam ser sábios, mas, esquecem que a sabedoria é simples fruto da criação de Deus.

Portanto, Bolsonaro saberá do painel feito a ele em Rondônia. Saberá e provavelmente atenderá, pois, você já viu um presidente da República que fala com o gari do mesmo jeito que fala com o Doutor?

Se preocupa em conversar com eleitores na saída da Alvorada?

Atende uma criança humilde?

Vai num casamento de alguém que o convidou nos comentários do Facebook?

Gente do céu, esse presidente responde quem conversa com ele no Facebook.

Alguém já viu isso antes?

Então, aguardemos ansiosos sua fala.

Escute presidente! Ouça a voz da maioria do povo brasileiro. Escute o som em forma de letras nos outdoors espalhados cidades a fora: “Bolsonaro, o Brasil está com você”, está com seus filhos, com sua família, com seus apoiadores.

Sim, presidente, uma nação ora e pede a Deus para que continue firme e não desista da Pátria.

Não abra mão da missão.

Carta de um tosco, chamado Josinelio Muniz, para o verdadeiro intelectual.

Josinelio Muniz

Formado em Teologia pela Faculdade Teológica Logos (FAETEL), matéria em que leciona na Comunidade Internacional da Paz – Porto Velho, RO. Bacharel em Direito pela (UNIRON) e Docente Superior pela (UNINTER).

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários