assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Jornalista denuncia "disparos em massa" e "Lindinho" parte para a "agressão" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Nos últimos dias, o jornalista Allan dos Santos denunciou, através de suas redes sociais, o recebimento de uma “mensagem eleitoreira” não solicitada no aplicativo de conversa ‘WhatsApp’, identificada como sendo do petista Lindbergh Farias.

A mensagem em questão “convida” o jornalista a “derrotar Bolsonaro e Crivella” e “mostrar que o PT e o Lula” teriam feito maiores esforços em prol do país.

“Oi Allan, aqui é Lindbergh. Tudo bem? Este ano temos o grande desafio de derrotar Bolsonaro e Crivella e mostrar que o PT e o Lula foram os que mais fizeram para melhorar a vida do povo brasileiro. Não sei se você sabe mas eu sou pré candidato a vereador junto com Benedita, nossa candidata a prefeita. A nossa luta pra defender o Brasil precisa ser reforçada porque a democracia está em risco. Salva meu número pra gente ficar em contato, pode ser?“, diz o texto da mensagem.

Confira:

Irônico, Allan indagou:

“Esse pessoal é doido, né?”

Em resposta a publicação do jornalista, o petista gravou um vídeo no qual o acusa de ser filiado ao PT e exibe um suposto documento de filiação.

Confira:

Os rumores da web davam conta de que na verdade tratava-se de um ‘disparo em massa’.

“Mais uma FRAUDE de Allan dos Santos, o senhor das Fake News e fugitivo da justiça. Vamos denunciar!“, escreveu Lindbergh.

Allan para provar que Lindbergh estava mentindo, fez questão de mostrar a sua certidão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que comprova que ele não é filiado a partido nenhum, muito menos ao Partido dos Trabalhadores.

“Chora mais, Lindbergh Farias. Espero-te nos tribunais.“, comentou o jornalista.

Confira:

No Terça Livre TV, Allan explicou com detalhes como aconteceu o fato e prometeu denunciar e processar o petista por calúnia e denunciá-lo propaganda eleitoral antecipada e disparos em massa, entre outros.

Confira:

Em recente publicação, Allan mostrou que cumpriu o que prometeu:

“Já foi ajuizada, 31/8, uma representação eleitoral minha contra o Sr. LUIZ LINDBERGH FARIAS FILHO no Ministério Público Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro para averiguar possível disparo em massa pelo WhatsApp e esquema de falsificação de filiação partidária.”

Confira:

E agora Lindinho? Pra onde vai correr? E qual será a desculpa?

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários