assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

“Caso Witzel” justifica o interesse de Bolsonaro em fazer mudanças na PF do Rio de Janeiro

Ler na área do assinante

Antes do julgamento do afastamento do governador Wilson Witzel pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta quarta-feira (2), a subprocuradora Lindôra Araujo apresentou aos ministros novas provas para sustentar a medida.

Ela demonstrou que a suposta organização criminosa comandada por Witzel, se infiltrou na Polícia Federal do Rio Janeiro, e desta forma, conseguia obter informações privilegiadas e conhecimento prévio das operações.

Diante disso, se percebe que a estrutura da PF no Rio permanece contaminada.

Assim, parece óbvia a percepção dos motivos pelos quais o presidente Bolsonaro pretendia fazer mudanças na corporação no estado.

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários