Aos gritos de ‘ladrão’, deputado é escorraçado de protesto contra a corrupção

A cena foi patética. Aquele deputado desengonçado e grandalhão sendo escorraçado do protesto por populares, que entoavam o coro ‘ladrão’.


Carlos Marum ainda conseguiu, num local mais distante do evento, falar para a imprensa e tentar se explicar.

A explicação dada foi que ele era um deputado de oposição, ou seja contra o governo e que estava ali para apoiar o movimento, sem tentar tirar qualquer vantagem, pois não dependia dos eleitores de Brasília, vez que é deputado por Mato Grosso do Sul.

Porém, o que o deputado não consegue compreender, na sua abominável ignorância, é que o movimento não é de oposição ao governo, mas sim, contra a corrupção.

Logo, num movimento contra a corrupção, um deputado que em seu estado responde a inúmeros processos por improbidade administrativa, é capacho de André Puccinelli – o ex-governador que segundo investigações da PF e do Gaeco chefia uma organização criminosa de alta periculosidade -  e, na Câmara se aliou a Eduardo Cunha, não pode, em hipótese alguma, ser recebido.

Ao melhor, tem mesmo que ser escorraçado...

Livia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

                                      https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS