assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Independência, dignidade e nacionalidade

Ler na área do assinante

Sempre associei a expressão INDEPENDÊNCIA à dignidade natural do ser humano. E se falamos do BRASIL à dignidade do povo Brasileiro.

Quis o destino que eu nascesse na Espanha num dia 7 de setembro: assim, parece que estava escrito que eu seria também BRASILEIRO, nesse caso por escolha... por minha própria decisão: algo que também ocorreu com milhões de outros estrangeiros que se tornaram BRASILEIROS no Brasil.

E O QUE É SER BRASILEIRO

Talvez para alguém quo nos olhe de “de fora” seja difícil entender o que define um brasileiro. Assim, vou tentar em poucas palavras colocar alguns dos aspectos que nos diferenciam dos demais povos ao redor do mundo:

A Alegria: os brasileiros são, um dos povos mais alegres do mundo (em todas as pesquisas feitas ao longo da história as pessoas se dizem felizes, não importa o momento em que o país esteja vivendo). Essa alegria, certamente está relacionada aos povos sofridos que constituem nossa “raça síntese” fruto de várias etnias.

Alegria é sobretudo a celebração da vida e poucos povos reconhecem melhor isso do que o povo Brasileiro. Não por acaso, temos milhares e milhares de festas populares onde as pessoas simplesmente se encontram para demostrar sua felicidade de estar vivo e ser brasileiro, sem renegar sua ancestralidade.

A Resiliência e a perseverança: o braseiro é um lutador e, como dizem: “não desiste nunca”.

Não por acaso, muitas empresas ao redor do mundo, buscam “brasileiros” para ajudá-las a vencer “crises”. Que tipo de gente conseguiria conviver e sobreviver aos governos que teve e a momentos de inflação superior a 50% ao mês, como já tivemos por tantos anos... apenas para citar um exemplo dentre tantos.

A Criatividade: os brasileiros sempre acham uma forma criativa de enfrentar seus desafios e vencê-los. É comum a gente ver como são tratados os problemas no Brasil: algo que não funcionaria bem em nenhum outro lugar do Planeta, mas funciona no Brasil, por alguma razão mágica difícil de entender ou explicar.

A Toleranciancia: não que não haja preconceitos no Brasil, mas talvez o Brasil seja o povo que melhor convive com as diferenças, sejam sociais ou étnicas. Não por acaso, tendo a presença de várias etnias e culturas coexistindo, o brasileiro foi se aglutinando e produzindo uma sociedade multicultura e multirracial, que inclusive lhe dá um colorido extremamente interessante e diferenciado.

A Nacionalidade: o Brasil é o único pais no Mundo que ao franquear sua nacionalidade e permitir que qualquer pessoa do mundo seja brasileira, estabelece um elo de integração que faz com que cada cidadão que vive no Brasil, seja um Brasileiro e se sinta extremamente integrado a um espirito de nacionalidade que não se tem notícia em nenhum outro lugar no planeta.

ENTÃO O QUE CELEBRAMOS NO DIA DE HOJE?

Se o “grito” de independência que nos conta a História, proferido no dia 7 de setembro de 1822 não nos tornou independentes de fato, ele serviu para estabelecer UM SENTIMENTO DE DIGNIDADE E NACIONALIDADE que nos tornaria muito mais fortes e orgulhosos de ser Brasileiros.

No dia de hoje temos o privilégio de, representando tantos e tantos brasileiros que já partiram, mas que lutaram e defenderam a nossa dignidade e a nossa nacionalidade, o que nos permite estabelecer o “grito da independência REAL” ...

Aquele que nos permite afirmar, finalmente: que SOMOS TODOS UM!

JMC Sanchez

Articulista, palestrante, fotografo e empresário.

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários