assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Rui Costa prejudica capitão da PM baiana, impedindo-o de assumir cargo relevante no Governo Federal

Ler na área do assinante

Um capitão da Polícia Militar da Bahia foi nomeado para um importantíssimo cargo na Secretaria da Cultura do Governo Federal.

André Porciuncula Alay Esteves, policial militar desde 2005, ocupando atualmente o posto de capitão, foi nomeado para exercer o cargo de Secretário Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura.

A nomeação inclusive foi publicada no Diário Oficial no dia 7 de agosto.

Porém, para que o capitão pudesse assumir o cargo, por ser servidor público estadual, necessitava da liberação do governo baiano.

Rui Costa impediu.

Prejudicou o rapaz e prejudicou a Bahia.

Pura maldade e absoluta falta de espírito público.

Diante da situação, o ministro chefe da Casa Civil, Braga Neto, tornou sem efeito a nomeação.

Nas redes sociais, o vereador de Salvador Alexandre Aleluia, explicou o que ocorreu e manifestou a sua indignação:

“Não houve desistência do Governo Federal, o que está acontecendo é a perseguição política do governador petista da Bahia, que não cedeu o capitão para tomar posse no cargo, pois sabe que a nova gestão da Cultura não irá manter a mamata dos ‘artistas’. Mas o petista não irá vencer.”

E prosseguiu:

“Rui Costa retira a honra da corporação baiana ao ajoelhá-la diante de seus interesses mais comezinhos. Poderíamos ter um baiano trabalhando pela verdadeira cultura e o que temos é um sujeito preocupado porque está vendo o nome do nosso PR Jair Bolsonaro crescer vertiginosamente na BA.”

Isso é o PT!

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários