assinante_desktop_cabecalho

Essa “fantástica gente voluntária” e seu “poder de consciência” em apoio ao Brasil

Ler na área do assinante

Em meio à "perigosa falta de consciência" dos nossos dias, e que resulta até em “incêndios criminosos”, os voluntários, que vêm ajudando a combater o fogo no nosso Pantanal e a salvar os animais que lá vivem, se revelam como "gente poderosamente consciente”.

Nossos aplausos, portanto, para o premiado cineasta indígena do Xingu, Takumã Kuikuro, (no alto, à esquerda da foto), e que, com um grupo de brigadistas indígenas, vêm lidando com os focos do incêndio causado por ações humanas desprezíveis, conforme constatado pelas perícias já realizadas.

"Lancei até um financiamento coletivo para levar pessoas para ajudar os brigadistas indígenas", ele diz, fazendo um apelo:

"Nossa saúde é a natureza, a terra. A terra não pode ser trocada por mercadoria. A nossa força é a natureza. O que nós, indígenas, preservamos, não é para a gente. É para todo mundo”.

Nossos aplausos também para o presidente da ONG Ecotrópica, Ilvanio Martins, (à direita, na foto) que chegou a criar "ilhas para alimentar os animais", garantindo que, mesmo se vier chuva, o trabalho dele e de seus apoiadores vai continuar.

Nossos aplausos, inclusive, para a estudante de veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Helena Aimeé Santos Lima, de 22 anos, que integra uma equipe de voluntários para resgate de animais silvestres coordenada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Mato Grosso (SEMA) em parceria com outras instituições públicas, privadas e do terceiro setor.

Nossos aplausos, ainda, para a guia Eduarda Fernandes Amaral responsável por mais uma equipe de resgate, com o apoio dos veterinários Jorge Salomão e Felipe Coutinho, da estudante de veterinária Isabella Cristina, da bióloga Natália Smiotto, e do pantaneiro João Paulo, dono da pousada Jaguar Ecological Reserve, onde a equipe está alojada.

Nossos aplausos, enfim, para os nossos bombeiros, participantes nas ações integradas da Operação Pantanal II, comandada pela nossa Marinha com o auxílio do Governo do Estado de Mato Grosso, e que fez cair, entre 7 e 13 de agosto, 83% dos focos de incêndio existentes.

Esses seres tão especiais, - sejam voluntários ou profissionais a serviço do país, - bem merecem ser chamados de “anjos protetores”, porque trazem dentro deles o imbatível “poder da consciência em ação”, revelando o “lado positivo deste país e do nosso mundo”, ambos tão carentes de “escolhas humanas conscientes”.

Que essa “gente da gente”, então, receba nosso sincero e justo reconhecimento!

Foto de L. Oliver

L. Oliver

Redatora e escritora, com diversos prêmios literários, e autora de projetos de conscientização para o aumento da qualidade das sociedades brasileira e global. Participa do grupo Empresários Associados Brasil, que identifica empresas e profissionais em busca da excelência em produtos e serviços no país e no Exterior. Criou e administra o grupo “Você tem poder para mudar o Brasil e o mundo”, de incentivo à população no combate à corrupção. https://www.facebook.com/groups/1639067269500775/?ref=aymt_homepage_panel

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários